Encontro nacional de adoção no Acre começa em Rio Branco

Amazonianarede – A Gazeta do AC

Rio Branco – Começou na tarde de ontem (19), o VII Encontro Norte/Nordeste de Apoio à Adoção (Enoapa) e o I Encontro Trifronteiriço de Adoção- Brasil/Peru/Bolívia (I ETA). Com o tema ‘Rompendo as Fronteiras da Adoção – desafios e perspectivas da integração entre os povos do século XXI’, o evento, que acontece até o dia 21 no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco, tem como objetivo discutir o tema e suas várias faces. A ideia é reunir famílias adotivas e pretendentes à adoção, conselheiros tutelares, profissionais dos Sistemas de Justiça, Saúde e Educação, Assistência e Promoção Social e integrantes do Ministério Público, gestores e pessoas da comunidade que tenham interesse pelo tema.

A realização é do Grupo de Estudos de Apoio à Adoção do Acre (Geaac) em parceria com o Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC) e diversos parceiros. As discussões irão contemplar os avanços e entraves das Leis da adoção nos três países, além da integração de ações estratégicas com o Brasil para a consolidação de grupos de apoio à adoção no Peru e Bolívia. “É a primeira vez que se realiza um encontro a este nível sobre o tema adoção na região norte, onde teremos como participantes várias pessoas de outros estados e países vizinhos. É uma oportunidade também da população acreana conhecer militantes da adoção dos estados nordestinos, sudeste, sul, centro-oeste e, assim, buscarem conhecimento, interação e avançar no tema”, explica a coordenadora do Geaac, Valeska Menezes.

Um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostra que, atualmente, no Brasil, estão disponíveis para a adoção 4.799 crianças e adolescentes. São 27. 437 interessados, mas a maioria não quer crianças com mais de cinco anos ou negras. A preferência brasileira de adoção é por crianças com até dois anos de idade e da cor branca, sendo que boa parte dos candidatos não aceita irmãos.

Outro problema é que à medida que a criança e o adolescente de um abrigo vão ficando mais velhos, menor a chance de ser adotado. Dos interessados em adotar no Brasil, apenas 661 querem crianças e adolescentes de 8 a 17 anos de idade, menos de 3% do total. Os interessados em participar do evento devem efetuar inscrição no portal do MP/AC (www.mp.ac.gov.br ) ou no próprio local do evento. A programação está disponível no endereço eletrônico 

http://webserver.mp.ac.gov.br/encontro-nortenordeste-de-apoio-a-adocao/programacao/ 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.