Em Boa Vista, moradores do Cinturão Verde cobram melhorias nas ruas

(Reportagem: Ribamar Rocha)

As ruas do bairro Cinturão Verde estão com sérios problemas. Muitas estão com o asfalto cheio de buracos e quando chove dificulta a passagem de veículos.

Paulo Marcelo Albuquerque relata que esteve no bairro Cinturão Verde e se deparou com ruas esburacadas. “Verdadeiras crateras, a começar pela rua que margeia o Igarapé Pricumã [rua Potiguar], para quem entra pela ponte no final da avenida dos Bandeirantes”,disse.

“Praticamente todas as ruas do bairro estão precisando acertar o asfalto. Podemos citar a rua São Pedro, rua São Silvestre, rua Santa Rita, rua Santa Clara, rua São Camilo, rua São João e outras, para não ficar cansativo. Com a palavra os responsáveis por isto, que não foram as chuvas e sim um serviço realizado pela Caer e Prefeitura de Boa Vista”, acrescentou.

A reportagem da Folha foi até as ruas citadas e outras do bairro e comprovou a situação descrita pelo internauta. Na rua Potiguar, que margeia o Igarapé Pricumã, a situação é caótica e os carros disputam espaço entre os buracos com motocicletas, bicicletas e pedestres.

Na rua São Pedro a situação é mais preocupante, pois, apesar do asfalto estar bastante danificado, a rua fica alagada e esconde os buracos no período chuvoso. A reportagem flagrou o morador Vitor Medeiros consertando a calçada quebrada, segundo ele, pelos carros que passam por cima para desviar dos buracos escondidos pela água empoçada.

“No período de chuvas a água fica empoçada e obstrui a passagem dos pedestres e dos carros que passam pela calçada e acabam danificando, como pode ver”, disse.

Ele cobra do poder público que faça o recapeamento das ruas, mas com execução de esgoto sanitário e drenagem de águas das chuvas. “Seria bom que a Prefeitura se pronunciasse sobre a pavimentação de calçadas neste bairro, pois por ser uma iniciativa dos moradores, e por não ser uma operação conjunta acaba prejudicando quem anda pelas calçadas”, disse.

Em frente a casa de Luis Quintanilha havia uma imensa poça de água, que junto das galhadas ali depositadas e os buracos no asfalto dava um aspecto de abandono ao local. Ele conta que convive com essa situação há bastante tempo e isso tem prejudicado sua família, principalmente as crianças.

“Tem que colocar drenagem para essa água sair. Quando chove mais forte invade meu quintal e prejudica toda família que sofre com isso. E tem muito buraco nas ruas, não só nessa, mas em todas as ruas do bairro”, frisou.

Na rua Professor Clovis Souza, moradores afirmam que foi a primeira do bairro a ser contemplada com esgotamento sanitário, mas cobram o asfalto prometido.

Aécio Nascimento informou que mora na rua há sete anos e só ouve promessas de que a via será asfaltada. “Estou aguardando a chegada do asfalto, mas até agora nada. Entra prefeito, sai prefeito e é só promessa. Pelo menos neste ponto da rua não alaga, mas a poeira é grande e os buracos, maiores”, disse.

Moradora do bairro há apenas um ano, Gabriela Valentim disse que a preocupação, é no período de chuva que alaga e dificulta a chegada em casa. “O acesso pela avenida Centenário é muito difícil e para explicar a um amigo como chegar na casa temos que detalhar que procure outra rua e só entre na Professor Clóvis o mais próximo da casa. Seria bom que passasse o asfalto, melhoraria bastante a vida das pessoas que moram aqui”,disse.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.