“Eleitor quer prefeito democrata e firme”

Artur Neto

Artur Neto

Manaus – “O eleitor está evoluindo a cada eleição e hoje, o que tenho visto é um eleitor preocupado em eleger quem tem experiência, coragem e capacidade administrativa para resolver os graves problemas de Manaus”, disse nesta quarta-feira (3), o candidato a prefeito Artur Virgílio Neto, em entrevista à Rádio CBN Manaus. “A vontade do povo é ter um prefeito democrata, mas com mão firme que restabeleça um regime de ordem, respeito e observância das leis. Ao mesmo tempo vejo um grande apelo pela liberdade, pelas manifestações populares, pela arte”, disse.

Sobre sua expectativa para domingo próximo, ele disse: “gostaria muito que se operasse um milagre e o resultado saísse no primeiro turno”. Mas afirmou que, em se confirmando o segundo e sendo ele um dos eleitos, não haverá uma “disputa sangrenta”. “Se fosse qualquer outro candidato já não haveria uma disputa sangrenta. Sendo uma senhora, menos ainda”. “Temos que nos expor, participar dos debates e deixar o povo decidir”, disse.

Conversando com os radialistas Marcos Santos e Ronaldo Tiradentes, Artur disse que o eleitor de Manaus quer saber quem vai resolver o problema do abastecimento de água, e não só isso, mas também o da alta conta paga, o da cobrança dos serviços de esgoto que não existem, mas estão na fatura mensal.

“O eleitor da zona Sul, por exemplo, paga por uma água que não vem. E nas zonas Norte e Leste não tem água”, afirmou. Artur reafirmou seu compromisso de fazer a empresa concessionária cumprir o contrato no que diz respeito à normalidade do abastecimento, ampliação da rede e implantação dos serviços de esgoto. “Pelo contrato, a empresa tem até 2045 para fazer 80% da rede de esgoto. Mas tem que começar já. Se não fizer, quem garante que em 2045 vai estar cumprida a meta? Ou estaremos todos de bengala, cobrando isso?”.

Artur também falou sobre a Ponta Negra, uma obra que em sua avaliação caiu no gosto popular, porque serve às camadas menos favorecidas e se comprometeu a concluir a obra (caso isso não seja feito pela atual administração) e fazê-la funcionar. “Ali tem um pouco do meu DNA”, disse lembrando que a primeira etapa da Ponta Negra foi construída quando ele era prefeito de Manaus. Disse ainda que pretende levar um projeto semelhante para a Zona Leste, no bairro do Puraquequara, na localidade conhecida como remanso do Boto.

A entrevista, na íntegra, estará disponível no site da Rádio CBN (cbnmanaus.com.br/entrevistas) na manhã desta quinta-feira, 4.

(Por:Ascom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.