Despesas do município terão mais controle por parte do prefeito

Manaus – O prefeito Arthur Neto, cumprindo mais uma promessa feita durante a campanha política, administra a cidade com transparência e austeridade, evitando gastos desnecessários e promovendo uma considerável economia para os cofres municipais.

Seguindo essa ótica, a partir de agora todas as despesas feitas pelas secretarias e órgãos da administração indireta superior a R$ 30 mil, deverão ter a aprovação do prefeito, de acordo com o que foi publicado na edição do Diário Oficial do Município, de segunda feira, dia 22.

De acordo com o jornal Acritica, o secretário do Gabinete Civil, Lourenço Braga, explicou que a decisão do prefeito Arthur Neto em centralizar as ordens de pagamento acima de R$ 30 mil, tem o objetivo de manter o controle e reduzir gastos considerando que a cidade precisa de muitos investimentos com a realização de várias frentes de obras que já começaram neste verão.

Lourenço explicou ainda que será alterada a rotina de compras pela administração e tudo será feito nos dias em que o prefeito despachar com os secretários. Disse ainda o secretário que a medida é apenas uma forma do prefeito garantir o controle de gastos da administração municipal.

Esclareceu ainda Lourenço, que apesar dessa decisão, o prefeito não será o ordenador das despesas. “O ordenador é o secretário e a obrigação de coordenação das despesas, como determina a Loman, é do prefeito.

A Prefeitura de Manaus administra um orçamento de R$ 3,8 bilhões aprovados pela Câmara Municipal de Manaus, antes do recesso do meio do ano.

(Amazonianarede – Redação – Foto: Facebook)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.