Desabamento deixa três feridos e um morto na Feira Brasil Rural

Amazonianarede – Correio do Brasil

Rio – O desabamento de uma estrutura metálica ocorrido na 8ª a Secretaria municipal de Saúde enviou nota dizendo que, Adriana Ribeiro de Jesus Porto, de 64 anos, teve um traumatismo toráxico. Ela chegou com vida no Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas faleceu pouco tempo depois.

O local vem recebendo milhares de pessoas nos últimos quatro dias e foi evacuado pelos organizadores, que não repassaram informações mais detalhadas sobre o acidente. O desabamento ocorreu na saída da Praça da Alimentação, que fica às margens da Baía de Guanabara. A estrutura metálica caiu sobre algumas pessoas e pelo menos cinco delas foram levadas para o hospital. A assessoria de imprensa do evento não informa as condições em que os feridos foram levados para a unidade hospitalar.

Segundo contou à Agência Brasil o paraibano Evanildo Oliveira Araújo, a jovem ficou gravemente ferida, mas foi levada com vida para o Hospital Souza Aguiar. Ele é expositor e vende castanha de caju e também teve que sair às pressas do local, abandonando todo o produto. A organização do evento também não explicou nada para os expositores.

“Estavam todos distraídos quando um arrocho de vento [rajada] arrancou a estrutura metálica que servia de portal de saída da feira e o jogou sobre as três pessoas que estavam passando pelo local. Uma mulher que tentou ajudar desmaiou, causando ainda mais confusão. Houve muito corre corre, o que tumultuou a área e dificultou o socorro às vítimas. As três pessoas atingidas ficaram sobre a estrutura metálica e foi preciso pelo menos uns trinta voluntários para retirá-las debaixo da estrutura para serem levadas pelos bombeiros para o hospital. A impressão que eu tive era que a jovem estava ferida gravemente”.

Depois do acidente os organizadores evacuaram a feira e cancelaram os eventos previstos para hoje, fechando o local ao público. Em consequência houve grande tumulto, porque as pessoas começaram a exigir de volta o dinheiro pago pela entrada. Os organizadores ainda não sabem se a FeiraBrasil Rural Contemporâneo voltará a abrir as portas no domingo, dia previsto para o encerramento do evento.

Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária

Em nota, a assessoria de imprensa do evento limitou-se a informar que a organização “ainda está apurando as causas do acidente”.

Veja a íntegra da nota:

– Brasil Rural Contemporâneo, na Marina da Glória, zona sul do Rio de Janeiro, uma mulher morreu e três pessoas ficaram feridas.

– A organização do evento está apurando as causas do acidente ocorrido na tarde deste sábado, dia 24. A equipe médica de plantão do evento prestou os primeiros socorros e os feridos foram encaminhados imediatamente ao hospital. Assim que a organização obtiver outras informações, passará novo informativo.

Antes do acidente, os organizadores da edição da 8ª Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária – Brasil Rural Contemporâneo esperavam encerrar o evento, no domingo à noite com o fechamento de negócios da ordem de R$ 15 milhões em negócios – R$ 6 milhões a mais do que a última edição na cidade, em 2009.

A estimativa é que, nos cinco dias do evento, cerca de 150 mil pessoas passem pela feira – 30 mil a mais que na edição de 2009. Promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, a Feira Brasil Rural Contemporâneo registrou, nos três primeiros dias, cerca de 30 mil pessoas.

Participam da exposição 650 empreendedores da agricultura familiar. A feira incentivou este ano a realização de negócios com representantes do setores de supermercados, atacadistas, hotelaria, lojas de conveniência e produtos naturais, indústria de alimentos e bares e restaurantes. Somente a Central de Abastecimento do Rio de Janeiro (Ceasa) convidou cerca de 150 empresas para visitar o estande do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequena Empresas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.