Deputado diz que críticas foram ao rejuste sem discussão

Manaus – O deputado estadual José Ricardo (PT), disse hoje (04), que não conhece os motivos para a revolta que os vereadores de Manaus vêm demonstrando através do que ele chamou de “ofensas ferozes”, depois de suas declarações sobre o reajuste da tarifas do transporte público de Manaus, em vigor desde o último dia 30-03.

O petista reafirmou que não fez qualquer ataque aos vereadores, tendo na verdade, saído em defesa deles, após o anúncio do aumento, fa forma que foi feito:

“Na tribuna da Câmara Municipal, na segunda-feira, e da Assembleia Legislativa, na terça, falei que o prefeito de Manaus desrespeitou a sociedade, os vereadores, principalmente, os de sua base de apoio, quando reajustou a tarifa sem realizar audiência pública, sem debater com os vereadores. Todo mundo ficou surpreso com o prefeito. Todos estavam por fora da sua decisão, assinando decreto de reajuste na véspera do feriado, sendo que depois entrou de recesso. Igual como fazia o ex-prefeito Amazonino, criticou José Ricardo.

“Afirmei que os dados da planilha de custos da tarifa de ônibus não têm transparência e estão nas mãos dos empresários (despesas com pessoal, custas, etc). Os empresários não cumprem a Lei Orgânica do Município, porque não enviam balanços contábeis e financeiros e comprovação de recolhimento de impostos, INSS e FGTS. E falei que entrei no Ministério Público e na Justiça com ação contra o reajuste, junto com o deputado Praciano e os vereadores Waldemir José, Bibiano Garcia e Rosi Matos. Portanto, defendi os vereadores. Não entendi o porquê das críticas e das ofensas tão ferozes contra mim”, finalizou.

Os vereadores aprovaram uma “Moção de Repúdio” ao deputado, durante a Sessão Plenária de ontem (03), na CMM, sem o voto dos petistas.

Com informações da assessoria de imprensa do deputado José Ricardo(PT)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.