Defesas de Dirceu e Genoino recorrem para garantir regime semiaberto

(Fonte: JB)

As defesas do ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu e do ex-presidente do PT José Genoino, condenados no processo do mensalão, entraram neste sábado com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir que os dois cumpram a pena no regime semiaberto, conforme o mandado de prisão expedido para ambos.

Dirceu e Genoino foram levados para a penitenciária da Papuda, em Brasília, onde o regime é fechado. As informações são do Jornal Nacional.

Os petistas foram os primeiros a entrar com petição após a prisão de 11 condenados, ocorridas entre sexta-feira e sábado. Genoino foi condenado a seis anos e 11 meses de prisão em regime inicial semiaberto. Excluída a pena de formação de quadrilha, o tempo de prisão fica em quatro anos e oito meses de reclusão, também em regime semiaberto.

Dirceu foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão em regime inicial fechado. Mas como questionou o crime de quadrilha, cumpre inicialmente pena de sete anos e 11 meses, por crime de corrupção ativa, o que dá direito ao regime semiaberto, quando o preso trabalha de dia e dorme em cadeia específica.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.