Cuca comemora “falta de luz” e “força da arquibancada” no Horto

O técnico Cuca comemorou bastante a classificação do Atlético-MG para a decisão da Libertadores. O treinador destacou a dificuldade de enfrentar o Newell’s Old Boys precisando vencer por três gols de diferença ou por 2 a 0, para ir para os pênaltis.

Segundo ele, o Galo atuou bem no primeiro tempo, mas encontrou dificuldades na etapa final.

“Tinha que fazer dois gols e não levar nenhum para levar para os pênaltis, muito difícil, muito complicado, mas a gente tinha a força da arquibancada. Nosso primeiro tempo foi muito bom, fizemos o gol logo com três, quatro minutos e criamos mais seis, sete oportunidades, e eles tiveram duas. O segundo tempo nosso não foi bom, porque eles encaixaram bem, o Gerardo Martino trabalhou bem no intervalo e amarou o nosso time”, analisou.

Para o treinador alvinegro a parada no jogo devido à falta de energia elétrica e as substituições feitas no recomeço do jogo foram decisivas para o triunfo do Galo. O treinador apontou a entrada de Guilherme como importante, já que o jogador anotou o gol que levou à decisão para as penalidades e ainda converteu um pênalti.

“Nós não estávamos criando nada, e aí veio a parada de luz, faltando 13 minutos, aí deu para dar uma conversada boa. Fizemos duas mexidas para tentar fugir da marcação deles, porque precisávamos atacar para fazer um gol. O Guilherme perdeu uma e logo na sequência ele fez. Nos pênaltis, duas vezes atrás e ainda tivemos força para reverter e ir para a grande final”, comemorou.

(Gazeta)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.