Criação de avestruzes ganha largo espaço em Rondônia

Amazonianarede/RondoniaVip

Porto Velho,RO – O Estado de Rondônia começa a se projetar na Amazônia como um grande criador de avestruzes, podendo dentro de pouco tempo, segundo técnicos especializados nesse trabalho, render grandes dividendos econômicos para o Estado, que pensa apostar forte nessa nova fonte econômica.

Para fomentar o negócio, no começo da produção em escala, os restaurantes da cidade serão incentivados a colocar nos seus cardápios os saborosos pratos com a saborosa carne dessa ave, que segundo os nutricionistas faz muito bem a alimentação e a saúde, devido as poucas calorias.

No Brasil existem cerca de 60 mil avestruzes. Em Rondônia, a Estrutiocultura, como é chamada a criação da ave, é umas das fontes de renda da região. Como o produtor e diretor de fábrica, em Mirante da Serra, José Francisco Cardozo, que há dez anos resolveu criar a espécie, pela facilidade e vantagens da mesma.

O produtor explica que na pecuária, por exemplo, são necessários até dois hectares para sustentar um boi no período da seca, enquanto que na mesma área podem ser criados até 20 avestruzes. Para chegar ao ponto ideal de abate, o boi leva três anos e precisa pesar cerca de 300 quilos, ou seja, 20 arrobas. Já o avestruz com apenas um ano e peso entre 100 e 110 quilos já está pronto para o abate. “Tudo no avestruz pode ser aproveitado, desde a carne, o couro e as plumas, e o melhor de tudo, com baixo custo e com um pequeno espaço”, afirmou.

José Cardozo explica que as expectativas de crescimento da estrutiocultura aumentaram nos últimos meses com a autorização para a exportação da carne. Atualmente, a carne é inclusive recomendada pela Sociedade Brasileira e Americana de Cardiologia e utilizada na merenda escolar de várias regiões do país.

A carne de avestruz tem o sabor comparável ao da bovina, porém com mais benefícios que a carne branca. Possui alto teor de ômegas 3 e 6, teor esse encontrado somente em algumas espécies de peixe. A digestão é mais rápida devido à baixa quantidade de gordura saturada e colesterol. Só para se ter noção do grande potencial dessa ave, um único ovo equivale a duas dúzias de ovos de galinha e é suficiente para fazer uma farofa para oito pessoas. A casca e as plumas são aproveitadas por artesãos para confecção de adornos. Mas, a Estrutiocultura também fornece outro tipo de produto

Óleo de Avestruz

O avestruz é o único animal com o sistema imune resistente. Ele captura óleos vivos de ômega nas sementes, pastagens, rações e armazena na região abdominal, de onde é extraído. Estudos realizados pelo Centro de Biotecnologia do Amazonas (CBA) e pela Universidade Federal do Pará (UFPA) comprovam que o óleo e a banha do avestruz é rico em ácidos graxos, ômegas 3,6,7 e 9.

Benefícios do Óleo de Avestruz

O Ômega 3 presente no óleo de avestruz é essencial para o funcionamento de dois órgãos importantes do nosso corpo: coração e cérebro. O óleo contém alto poder de hidratação, absorção e revitalização cutânea. Pode ser utilizado como cicatrizante e anti-inflamatório. Auxilia também no combate a dores musculares, dores reumáticas, artrite, artrose, queimaduras e no tratamento de Câncer e Aids.

Produção de óleo

Rondônia é a única produtora do óleo natural de avestruz no mundo. A fábrica inaugurada, em março deste ano, em Mirante da Serra, possui o selo de Serviço de Inspeção Federal (SIF) do Ministério da Agricultura. O negócio gera mais de 400 empregos na região e produz cerca de uma tonelada de banha por mês.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.