CPI que investiga tráfico humano chega a Manaus

Amazonianarede – Aleam

Manaus – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura o tráfico nacional e internacional de pessoas desembarcou em Manaus, nesta segunda-feira (10). A CPI tem como relatora a senadora Vanessa Graziottin (PCdoB/AM). A CPI veio colher os depoimentos de Bruno Amaral do Carmo, 27, que foi vítima da rede de tráfico humano em São Paulo, além de apurar o suposto desaparecimento de 20 garotas de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). A Audiência Pública foi realizada na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM). É A segunda vez que a CPI vem à capital amazonense. A primeira ocorreu em julho, deste ano.

O líder do governo na ALEAM, deputado estadual Sinésio Campos (PT) acompanhou de perto todas as discussões no auditório João Bosco Ramos de Lima, que ficou pequeno para o numero de participantes.

O parlamentar afirmou que é muito importante a participação da sociedade nestes debates e que a CPI servirá como parâmetro para que se apure novos casos de tráfico humano. “A sociedade está estarrecida com essas notícias de exploração de seres humanos, que são ludibriados e encaram desafios distantes de casa pensando que irão trabalhar, mas com o tempo, se deparam com uma outra realidade que é a prostituição e muitos se tornam escravos sexuais. A CPI vem elucidar muitos casos, estamos de olho nos acontecimentos”, finalizou Sinésio Campos.

“Iremos averiguar o caso de Iranduba e especialmente o de Bruno Amaral, de Parintins. Queremos saber como opera a rede do tráfico em São Paulo. Ele tem muitas informações que irão nos ajudar”, afirmou a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B), autora da Audiência Pública. Acompanharam a senadora do Amazonas o senador Paulo Davim (PV/RN) e a senadora Lidse da Mata (PSB/BA).

(TEXTO e FOTO: Assessoria do deputado)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.