Corinthians domina no Pacaembu, bate Santos e leva vantagem à Vila

São Paulo – Este domingo marcou o Dia das Mães, mas isto não impediu que 36.606 torcedores comparecessem ao Pacaembu para acompanhar a vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Santos, pela primeira final do Campeonato Paulista.

O destaque da equipe da casa, que foi superior durante todo o jogo, ficou por conta do volante Paulinho, que também pode ser chamado de “filho da Érica”.

Assim como já fez em outros anos, os jogadores do Corinthians entraram em campo com o nome de suas mães nas camisas. Coube a Paulinho, que vestiu o uniforme com “Érika” em suas costas, fazer o gol da vitória no clássico com o Santos. Como resultado, o time paulistano pode empatar na Vila Belmiro, no próximo domingo, para vencer seu 27º título do Campeonato Paulista.

“Dedico esse gol para a minha mãe e para a minha esposa. Se chamam Érica e Bárbara”, homenageou o meio-campista na saída do primeiro tempo, quando o placar já marcava 1 a 0. A data também foi lembrada pela torcida corintiana, que exibiu no tobogã uma faixa com os dizeres “Mãe, meu amor por você é fiel”.

Preocupado com a redução no poder criativo de seu time, o técnico Tite promoveu mudanças no esquema de jogo, deslocando Danilo para o centro do gramado. O camisa 20, entretanto, contou com a constante participação de Paulinho, formando dupla que deu trabalho à defesa santista.

Coube aos dois criativos meio-campistas a missão de abrir o placar no Pacaembu. Aos 41min, Romarinho cobrou falta em direção à área e Danilo, o filho da Neuza, desviou. Paulinho aproveitou a sobra e completou ao gol, sem chances para o goleiro Rafael. Dois minutos depois, Paulinho quase fez um gol de placa. Instantes após dar “chapéu” em Marcos Assunção, o filho da Érica arriscou de longe e acertou o travessão.

No segundo tempo, Paulinho teve mais dificuldades para aparecer ofensivamente, uma vez que o Santos buscava o empate e o meio-campista precisava se dedicar à marcação. Entretanto, aos 24min o camisa 8 arrancou em direção à área, escapou da defesa visitante e bateu com perigo, rente à trave direita de Rafael. O lance fez com que os torcedores cantassem seu nome no Pacaembu.

Cinco minutos depois, Paulinho assistiu de perto Paulo André, o filho da Miriam, aproveitar sobra de escanteio para chutar alto e fazer o segundo gol do Corinthians. Aos 38min, Durval completou depois de cruzamento de Neymar e descontou no marcador, mantendo o Santos vivo na disputa. Para a próxima semana, o Corinthians contará com a vantagem do empate e a presença de Paulinho.

“A gente deveria ter deveria ter um pouco mais de calma, mas poderíamos ter marcado mais gols. Mas está bom, pude fazer um gol e saímos em vantagem. Pelo volume de jogo do Corinthians, acho que a palavra sorte é meio ruim, mas poderia ser três ou quatro”, completou o meio-campista ao término do duelo.(Terra)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.