Comissão de Fauna vai reforçar proteção de animais silvestres

(Foto: Alfredo Fernandes – Agecom)

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) reforçou a estrutura voltada para a proteção e monitoramento de animais silvestres.

Depois de criar, em março deste ano, uma Gerência de Fauna (Gfau), o órgão baixou recentemente Portaria 135/2013 nomeando dez servidores para formarem uma Comissão Técnica de Fauna.

A Portaria tem como finalidade disciplinar os procedimentos relacionados ao licenciamento e autorização das atividades que envolvam fauna silvestre e a proteção das espécies, principalmente as ameaçadas de extinção e, segundo o presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski, foi criada a partir da necessidade gerada pela Lei Complementar 140, que repassou ao órgão estadual a competência de legislar sobre assuntos relacionados à fauna.

“Temos um grande desafio, haja vista as dimensões do nosso Estado. Criamos a Gerência da Fauna e, agora, a Comissão, com a finalidade de nos anteciparmos àqueles problemas e questionamentos que surgirão da necessidade da sociedade como um todo, assim como dos processos de licenciamento de obras públicas e privadas que requerem monitoramento e resgate de animais”, disse Stroski.

Segundo o presidente do Ipaam, é preciso antecipar-se à obra, ver quais serão os animais ameaçados e, junto com os responsáveis por essa obra, elaborar um plano de salvamento e resgate. “A comissão está com uma abrangência maior que a da própria gerência. É formada por técnicos, biólogos e engenheiros florestais. A equipe anda na frente, antes do desmatamento, verificando onde tem que fazer resgate”.

De acordo com a gerente de Fauna do Ipaam, Sônia Canto, é a primeira vez que o órgão tem uma equipe especializada na questão de fauna. “Com a expansão da cidade há uma tendência muito grande desses animais buscarem refúgio, também há os riscos de acidentes provocados pelo maquinário das obras ou as pessoas se aproveitarem da situação para capturar os animais. A gente também tem feito um trabalho de orientação para chamar criadores para a legalidade e assim controlar as atividades”, disse a gerente.

Entre as obras monitoradas no momento pela Gerência de Fauna estão o prolongamento da avenida das Torres, na zona norte de Manaus, as obras da estrada de acesso à Cidade Universitária e a duplicação da rodovia AM-070, ambas no município de Iranduba. De acordo com a gerente, por estar dentro da cidade, a avenida das Flores apresentou situações com o aparecimento de animais, principalmente os primatas como os sauins de coleira, que estão sendo monitorados pela equipe do Ipaam. Já nas obras das estradas não houve registros.

“Estivemos em todas as obras, conversamos com operários e fizemos as orientações necessárias. O problema maior é quando tem desmatamento e os animais não têm para onde fugir. No caso das duas estradas, não está havendo problema, porque a floresta é contígua e os animais buscam refúgio em outras áreas”, comentou.

Serviço de resgate – O aparecimento de animais em áreas próximas a matas é comum, segundo Sônia Canto. Os campeões de resgates são preguiças, iguanas, primatas e as cobras, mas há registro até de onça, como aconteceu no início do mês em um sítio próximo a Rio Preto da Eva, na AM-010. A orientação do Ipaam é ligar para o órgão, que disponibilizou dois números telefônicos: o 2123-6739, para atendimento nos dias de semana, durante o horário de expediente do órgão (das 8h às 17h), e o telefone 2123-6700, nos dias de semana à noite, além sábados, domingos e feriados.

O serviço garante orientação à população e atendimento de resgate, que é feito em parceria com o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Ibama, e com o Batalhão Ambiental da Polícia Militar. “Quase todo dia tem solicitação de resgate de animais, como cobras. A gente tenta acalmar para não matá-los até que a equipe chegue”. Os animais são levados, geralmente para o habitat natural. Para o Cetas, só vão os que estão machucados para que recebam assistência veterinária e, depois de tratados, devolvidos ao habitat natural.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.