Comando da 12ª Região Militar debate logística para interior do Amazonas

Manaus – Tratada como um dos principais problemas que impactam no desempenho econômico do País, com aumento dos custos operacionais na distribuição da produção e riqueza gerada, a logística interagências da Amazônia Ocidental está em discussão pelo Exército Brasileiro, até sexta-feira (14), por intermédio do Comando da 12ª Região Militar, no auditório Gilberto Mendes de Azevedo do Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas).

O evento foi aberto oficialmente pelo comandante da 12ª Região Militar, General-de-Divisão Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, que apresentou o simpósio como ideia para integrar esforços no intuito de conseguir algumas soluções, principalmente para o interior do Amazonas. “O Exército Brasileiro, com a sua estrutura já existente em alguns polos como São Gabriel, Tabatinga, Tefé e Barcelos, pode servir de base para o desenvolvimento e ser o multiplicador para que a gente possa interiorizar o desenvolvimento no nosso Amazonas”, disse Theophilo.

Para o assessor econômico da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Gilmar Freitas, a questão (logística) exige planejamento, discussões, debates e reflexão sobre seus problemas e suas soluções.

“Seja para defender o nosso país e as riquezas naturais, seja para alcançar mercados nacionais ou internacionais com nossa produção, a infraestrutura e a logística de transportes são essenciais, principalmente na nossa região, cujas dificuldades de acesso nos desafiam continuamente, seja pelas condições precárias das vias, ou pelas condições climáticas e geográficas”

O simpósio também contou com a presença do secretário de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan), Airton Angêlo Claudino, que falou sobre “Zona Franca de Manaus”, mostrando os principais motivos da existência do modelo no Estado do Amazonas.

A programação tem objetivo de incentivar a interação do Exército Brasileiro com outras instituições públicas e privadas, civis e militares, na busca de soluções logísticas na área da Amazônia Ocidental, compartilhando conhecimentos e experiências entre os participantes convidados a fim de identificar e conciliar os interesses mútuos.

Coordenar esforços para a consecução de objetivos ou propósitos convergentes que atendam ao bem comum, evitando a duplicidade de ações, a dispersão de recursos e a divergência de soluções com eficiência, eficácia e efetividade.

Serão apresentados no decorrer do simpósio os novos projetos estratégicos da força terrestre na região como também identificar os possíveis óbices logísticos que possam afetar tais projetos.

A intenção é conhecer os principais projetos e planejamentos logísticos executados na região por órgãos governamentais e iniciativa privada, além de conhecer junto às instituições financeiras seus principais projetos na região como também verificar a possibilidade de fomentar outras áreas para o desenvolvimento da infraestrutura logística regional, e por meio das empresas nacionais e estrangeiras, novas tecnologias e equipamentos que possam contribuir para uma melhor eficácia logística.

(Fieam) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.