“Com profissionalismo, temos condições de fazer renascer o futebol do Amazonas”, avalia governador José Melo

José Melo - Governador do Amazonas
José Melo – Governador do Amazonas

Manaus – O governador do Amazonas, José Melo, prestigiou na noite desta quarta-feira, dia 9 de abril, o jogo entre Nacional e São Luís, pela Copa do Brasil, na Arena da Amazônia, e se disse otimista com o futuro do futebol amazonense. O momento é para organização e planejamento dos clubes, avalia o governador. “Temos uma torcida que ama o futebol, um dos templos do esporte mais bonito do Brasil e um parque industrial grande. Os dirigentes precisam ter em mente que agora tem que profissionalizar”, afirmou.

Com a Arena da Amazônia e os Centros de Treinamento do Coroado e da Colina, no São Raimundo, obras em fase final de conclusão, o Governo do Amazonas oferece aos clubes locais uma estrutura de qualidade para retomar a trilha de sucesso junto ao público. Melo elogiou o avanço obtido por times como o Princesa do Solimões e Nacional e considera que o potencial de patrocínio, oferecido por empresas do Polo Industrial de Manaus, deve ser um dos focos de todas os clubes. “Nenhuma empresa vai investir nos clubes se não tiver um conceito de profissionalização”, ressalta.

Melo assistiu aos dois tempos da partida entre Nacional e São Luís. O jogo terminou com a vitória do time amazonense por 2X1 e empolgou a torcida que compareceu ao estádio. Uma operação especial envolvendo os órgãos de saúde e segurança foi montada pelo Governo do Estado para garantir a tranquilidade durante o evento. Um efetivo de cerca de mil servidores, entre policiais civis, militares, corpo de bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) foi deslocada para o trabalho na região do estádio.

É a segunda semana consecutiva que a Arena da Amazônia recebe jogos da Copa do Brasil, dentro do período de testes antes da entrega do estádio para FIFA. “Esses jogos têm a finalidade de comprovar a funcionalidade da nossa Arena e a cada jogo nós avançamos. É sem dúvida uma arena completa, multifuncional, e ecológica incluída dentro de um complexo cultural e esportivo”, frisou o governador.

Além da Arena da Amazônia, e dos Centros de Treinamento da Colina e Coroado, a estrutura que vai ser oferecida para a Copa do Mundo inclui a Arena Amadeu Teixeira, o Sambódromo, o Centro de Convenções da Amazônia e a Vila Olímpica. “É uma estrutura diferenciada que vai ser usada durante a Copa e depois vai oferecer alternativa para eventos em diversas áreas. Estrutura que só o Amazonas oferece”, disse.

Após a Copa do Mundo, a Arena da Amazônia será usada para eventos esportivos e culturais, como shows musicais. Segundo José Melo, uma das propostas em análise para a viabilidade econômica do espaço é uma parceria público-privada. “As arenas de futebol mundo afora são multiuso. Veremos a maneira mais factível para o povo do Amazonas. O povo fez um grande sacrifício para construir e agora precisa de um retorno”, disse.

José Melo segue nesta quinta-feira, dia 10 de abril, para uma agenda de compromissos no interior do Estado. Na primeira viagem ao interior como governador do Amazonas, José Melo inaugura quatro portos, construídos em parceria com o Governo Federal, e visita obras em andamento nos municípios do Careiro da Várzea, Boa Vista do Ramos, Barreirinha e Codajás. Na segunda-feira, dia 14 de abril, o governador adiantou que vai fiscalizar as obras do Centro de Treinamento do Coroado e da Colina.

Foto – Wredman / AGECOM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.