Com Fred em campo, Flu vence o Emelec e avança na Libertadores

Rio – Em jogo tenso, Tricolor abre o placar, sofre no segundo tempo, mas após duas expulsões do Emelec, amplia e conquista vaga.

Nada de crise! Foi com certo sufoco, como o torcedor do Fluminense já se acostumou nas últimas conquistas, mas com gols do artilheiro Fred e do lateral Carlinhos, o time de Abel Braga superou o Emelec por 2 a 0 e está classificado para as quartas de final da Libertadores. Nas arquibancadas, os torcedores exaltaram o Time de Guerreiros. O sonho de conquistar a América continua vivo.

O Tricolor espera agora o vencedor do confronto entre Olímpia e Tigre, que jogam na quinta-feira (16), no Paraguai. No jogo de ida, vitória argentina por 2 a 1.

FRED FAZ A DIFERENÇA

Empurrado pela torcida, que não parava de cantar, o Fluminense iniciou o jogo tentando pressionar o Emelec. A primeira chegada do Tricolor ocorreu logo aos dois minutos. Em boa jogada de Carlinhos pela esquerda, o lateral aplicou uma meia lua no adversário, levou ao fundo e cruzou. Fred quase conseguiu cabecear, mas a defesa equatoriana afastou.

O lance conferiu falso indício de que o Fluminense iria estabelecer uma pressão e sufocar o adversário, porém, não foi isso que se viu na prática. O Emelec, montado no 4-5-1, se fechava e buscava as saídas no contra-ataque. Embora tivesse a posse de bola, o time de Abel Braga não conseguia oferecer perigo à meta de Dreer.

A primeira grande oportunidade do jogo foi equatoriana. Aos 13, Thiago Neves fez uma inversão de jogo ruim. Esperto, o Emelec recuperou a bola e saiu no contra-ataque. De Jesus invadiu a área e chutou forte, obrigando Cavalieri a realizar grande defesa.

O panorama do jogo se mantinha inalterado e Thiago Neves parecia não ter aprendido a lição. Com 19 minutos de jogo, o meia novamente errou passe bobo. Dessa vez, Valencia avançou livre, sem marcação e arrematou mal, fraquinho, para as mãos seguras de Cavalieri.

Percebendo a tática do adversário, o Fluminense passou a jogar de forma mais segura. Eram decorridos 21 minutos quando o Tricolor teve finalmente uma grande chance para abrir o placar. Carlinhos, em bela atuação, avançou pela esquerda e fez bom cruzamento, que foi desviado por Thiago Neves. A bola quicou perigosamente e Dreer não conseguiu encaixar. Wellington Nem tentou entrar de carrinho, mas o goleiro se recuperou.

Aos 27 minutos, Fred sofreu falta no lado esquerdo do ataque tricolor, próximo ao meio campo. Na cobrança, Jean bateu a bola até a cabeça do camisa nove, que desviou de casquinha para abrir o placar. O resultado já garantia o time na próxima fase da Libertadores.

COMEÇO TENSO E CLASSIFICAÇÃO GARANTIDA

O gol sofrido e o vestiário deram nova vida ao Emelec, que iniciou a segunda etapa tentando pressionar. Aos quatro minutos, Quiñonez entortou Wágner pela direita, invadiu a área e chutou forte, rasteiro. A bola foi cortada por Cavalieri e Digão afastou.

A pressão do Emelec continuava e o Tricolor pôde respirar um pouco mais aliviado aos 31 minutos. Achilier fez falta em Rhayner para amarelo. Como o jogador já tinha levado um cartão, acabou expulso.

O jogo foi praticamente definido aos 37 da segunda etapa, quando Quiñonez reeditou o erro do companheiro e também foi expulso pelo segundo amarelo após acertar um tapa no meia Wágner.

Jogando com dois a mais e com a obrigação do Emelec de sair para o jogo, a missão do Flu foi simplificada. Em ótimo contragolpe, Rhayner acelerou pela direita, foi ao fundo e cruzou rasteiro, bola que Carlinhos apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. O 2 a 0 decretou números finais em São Januário. O Fluminense estava garantido nas quartas de final.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2 X 0 EMELEC
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 08/05/2013 – 22h00 (de Brasília)
Árbitro: Victor Hugo Carrillo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e César Escano (PER)
Renda/público: R$ 449,060,00/ 14.469 presentes
Cartões amarelos: Achilier, Bagüi, Wila, Narváez e Quiñonez (EME); Thiago Neves (FLU)
Cartões vermelhos: Achilier e Quiñonez (EME);
GOLS: Fred 28’/1°T (1-0), Carlinhos 39’/2°T (2-0)
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno (Diguinho 25’/2°T), Digão, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean, Wágner e Thiago Neves (Rhayner 21’/2°T); Wellington Nem e Fred (Samuel 37’/2°T). Técnico: Abel Braga
EMELEC: Dreer; Narváez, Achilier, Nasuti e Bagüi; Quiñonez, Wila (Zeballos 25’/2°T), Valencia (Caicedo 16’/2°T), Jimenez e Mondaini; De Jesus. Técnico: Gustavo Quinteros.(Lancenet)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.