Brasileirão começa sob a sombra de outros torneios

Além de ser paralisado durante a Copa das Confederações, principal competição do país começa com Flu e Galo envolvidos na Libertadores e correrá junto com a Copa do Brasil.

A cada ano que passa, o Campeonato Brasileiro reserva mais equilíbrio, aumenta o poderio financeiro e atrai mais olhares dos mercados estrangeiros. Mas a principal competição nacional deste ano vai começar com as atenções divididas. Com a fórmula dos pontos corridos consolidada, a grande peculiaridade de 2013 será a pausa para a Copa das Confederações.

O Brasileirão terá um intervalo de quase um mês, entre a quinta e a sexta rodadas. A partir da segunda rodada, a Seleção Brasileira já estará treinando e vai desfalcar os clubes. Fluminense e Atlético-MG vão começar com mais um problema: estão disputando a Libertadores, já nas quartas de final, e devem começar o Brasileiro com equipes mistas ou totalmente reservas.

Outra especificidade do Brasileirão-2013 será a mudança no formato da Copa do Brasil. Antes realizada em apenas um semestre, agora ela contará com os clubes que participam da Libertadores e será estendida até novembro, quando o Brasileirão já estará na fase de definição. Mais um desafio para os clubes, que ainda poderão jogar a Copa Sul-Americana. São Paulo e Corinthians ainda vão disputar a Recopa Sul-Americana.

A CBF também resolveu cancelar a política de realizar clássicos nas últimas rodadas, estratégia adotada nos dois últimos anos com a justificativa de se evitar as supostas “entregadas”, polêmica que acabou tomando conta do noticiário nos títulos do Flamengo, em 2009, e do Fluminense, em 2010.

A edição de 2013 – a 11ª no formato de pontos corridos – reúne 15 campeões nacionais, mas 11 equipes entrarão na competição dispostas a derrubar a hegemonia do eixo Rio-São Paulo dos últimos 10 anos. Desde 2003, só o Cruzeiro foi campeão – justamente na primeira edição no novo formato. De lá para cá, São Paulo (3), Corinthians (2), Fluminense (2), Santos e Flamengo abocanharam o troféu. Atlético-PR, Atlético-MG, Cruzeiro, Grêmio e Inter chegaram perto, sendo vice-campeões.

Ronaldinho Gaúcho, Seedorf, Fred, Forlán, Neymar (até quando não se sabe), Zé Roberto, Paulinho, Guerrero e Ganso são apenas alguns dos craques que vão desfilar seu talento no Brasileirão, seja em estádios acanhados como o Aflitos, o Moacyrzão (em Macaé) ou o Durival de Britto, seja nas novas e modernas arenas erguidas para a Copa das Confederações – Mineirão, Maracanã, Fonte Nova, Arena Pernambuco e Mané Garrincha. Um campeonato cheio de atrações e recheado de rivalidade e talento. Então, que a bola role!

(Lancenet)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.