Brasil já tem uma “Arena”

Amazonianarede – Zero Hora

Porto Alegre – Lágrimas foram derramadas às catadupas por milhares de torcedores emocionados com a festa de abertura, uma festa inteligentemente compacta, de uma hora e quinze minutos de duração, mas suficientemente sentimental.

Risos se abriram graças à forma como André Lima, o “Guerreiro Imortal”, comemorou o histórico primeiro gol da nova casa do Grêmio: imitando a dancinha do goleiro Kidiaba na trágica derrota do Inter para o Mazembe em 2010. Foi forte e foi simbólico, porque a rivalidade Gre-Nal não pode ficar de fora de nada de importante que acontece no futebol gaúcho.

Melhor ainda porque o Grêmio venceu o Hamburgo, e pelo mesmo placar do Mundial de 83: 2 a 1. Até as dificuldades do jogo foram parecidas com aquela final. O Hamburgo, ao contrário do que se especulava, não foi um adversário desinteressado. Jogou com vontade, lutou até o fim e quase cometeu o desplante de derrotar o anfitrião. Não derrotou, e o torcedor saiu feliz da sua flamante mansão.

Verdade que houve alguns inconvenientes. Como os jogadores já deviam ter entrado em férias, a data da inauguração não poderia ser jogada para mais adiante. Assim, houve certos problemas de acabamento. Faltou água em 20 dos mais de 200 banheiros do estádio, alguns elevadores não funcionaram e, o principal, o gramado estava soltando. Em menos de 10 minutos, o campo se encontrava todo esburacado nas laterais, a ponto de o técnico Vanderlei Luxemburgo temer por lesões e mudar sete jogadores no segundo tempo.

Mas nada disso foi de fato importante. O importante foi que, aos 9 minutos do primeiro tempo, Elano cobrou escanteio da direita, André Lima subiu e testou para baixo, fazendo 1 a 0.

— Esse gol tinha de ser feito por um jogador do Grêmio — disse depois Luxemburgo. — É isso que vai entrar para a história.

Já está na história. Como está também o segundo gol da Arena, marcado por Westerman em outro escanteio. Ele aparou a bola de fora da área e chutou forte. Marcelo Grohe ia defender, mas ela bateu em Moreno e acabou entrando. No fim, aos 43 minutos, o mesmo Moreno resolveu o jogo. Saimon arrancou da defesa e passou para Marquinhos na direita. Marquinho levantou a bola para dentro da área e Moreno bateu para o gol: 2 a 1. Um desfecho perfeito de um dia perfeito para o torcedor gremista.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.