Baixo salário provoca a renúncia de prefeito no interior de São Paulo

Depois de batalhar muito na campanha política, ser eleito e empossado prefeito de Paranapanema, cidade do interior de São Paulo, Márcio Faber, após 7 meses de mandato, considerou o salário de prefeito muito baixo e resolveu renunciar o cargo o que ocorreu através de ofiício encaminhado à Câmara Municipal.

Márcio Faber foi eleito em outubro de 2012, com 5.873 votos. Ele fazia parte da coligação ‘Inovação é agora’, que reunia os partidos PT e PV. Esta foi a primeira vez que Faber concorreu a um cargo público.

Segundo o diretor administrativo, Luiz Antônio Galvão, Faber reuniu os secretários e assessores em uma reunião para falar sobre sua decisão. Segundo ele, um dos principais motivos da renúncia é que o salário que recebia como prefeito seria muito baixo em relação ao seu salário anterior.

Márcio Faber é medico ginecologista. Antes de assumir a prefeitura, atendia no Hospital Municipal de Paranapanema e em unidades de pronto-socorro da região. Ainda segundo Galvão, a renda média de Faber como médico seria de R$ 30 mil, já como prefeito ele recebia R$ 5.800.

Segundo o presidente da Câmara de Vereadores, Leonardo de Araújo (PSDB) , a decisão não foi uma surpresa.

Ainda segundo Araújo, os motivos que o levaram a tomar essa decisão não foram explicados no documento. O presidente da Câmara também convocou uma sessão extraordinária para às 16h desta quarta-feira para empossar o vice de Faber, Antônio Nakayashi como atual prefeito de Paranapanema.

(Amazonianarede – Agências)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.