Amazonas saberá se aumenta ou não a bancada na Câmara Federal em março

Amazonianarede – Assessoria parlamentar

Manaus – As lideranças políticas do Amazonas continuam trabalhando com o firme propósito de aumentar o numero de representantes do Estado na Câmara Federal, que conta apenas com oito parlamentares, mas existe a esperança de que a ação a ser julgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), possa assegurar esse aumento na representação política do Amazonas na Câmara Baixa do País, pleito que já dura algum tempo.

A informação foi confirmada pela relatora do processo, ministra Nancy Andrighi, em audiência com uma comitiva de parlamentares do Estado na quinta-feira (21) em Brasília.

Participaram da comissão os deputados estaduais Josué Neto (PSD), Ricardo Nicolau (PSD), Belarmino Lins (PMDB) e Wilson Lisboa (PCdoB), os deputados federais Átila Lins (PMDB) e Luiz Fernando Nicolau (PSD) e o procurador-geral da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), Vander Góes.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE/AM), deputado Josué Neto, a ministra Nancy Andrighi se mostrou receptiva à proposta e definiu um prazo para encerrar a questão. “O que nós estamos buscando é apenas o cumprimento de uma norma legal.

O Amazonas busca a legalidade”, reforçou Neto. O deputado argumentou ainda que o modelo de desenvolvimento do Amazonas é baseado na Zona Franca de. “Com uma bancada maior, poderemos ter mais poder de fogo para defender esse empreendimento”, afirmou.

O aumento das vagas é reivindicado pela ALEAM desde 2011 com base no artigo 45 da Constituição Federal, que determina que o número de parlamentares seja proporcional às populações dos Estados. A proposta prevê que o Amazonas deve passar de oito para dez o número de deputados federais e, por consequência, de 24 para 30 deputados estaduais. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.