Amazonas registrou mais de 750 focos de incêndio em 8 dias

amazonas registrou quase 800 focos de incêndio em oito dias
amazonas registrou quase 800 focos de incêndio em oito dias
Amazonas registrou quase oitocentos  focos de incêndio em oito dias

Amazonas – Incêndios em áreas de vegetação ainda castigam cidades do Amazonas. Entre 1º e 8 de outubro, 734 focos de queimadas foram registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Este ano, o Amazonas registrou recorde de incêndios, com 11.774 casos. Somente em setembro, foram 5.882 ocorrências.

A cidade de Careiro, a mais de 100 Km de Manaus, lidera o ranking de focos com 60 casos, seguida por Careiro da Várzea (56), Autazes (51) e de Lábrea (50). Manacapuru tem 42 focos de queimadas. O número também é considerado alto em Presidente Figueiredo (31), Manicoré (30), Caapiranga (29), Manaquiri (28) e Apuí (27). Manaus aparece com quatro casos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o clima seco, influenciado pelo fenômeno El Niño, facilita a propagação de incêndios, principalmente em áreas de vegetação.

Em razão desses incêndios no interior, há oito dias a capital amanhece encoberta por fumaça de queimadas.

Uma força-tarefa foi montada para tentar combater as chamas. Órgãos ligados ao estado e município que compõem o Sistema do Comando de Incidentes (SCI), apresentaram um plano de ação na terça-feira (6). As ações são realizadas apenas na capital e Região Metropolitana.

Na quarta-feira (7), o Corpo de Bombeiros combateu focos de queimadas na rodovia AM-352, que liga Manacapuru a Novo Airão. Uma área de 15 hectares de vegetação estava sendo consumida pelas chamas no Km 44. Já no Km 50 da mesma rodovia estadual, o fogo atingiu área de 20 hectares.

Incêndios

O Amazonas registrou recorde de incêndios neste ano, com mais de 11.774 focos de queimadas. O número é o maior já registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que registra os dados via satélite há 17 anos. Em todo o ano passado, foram contabilizados 9.322 casos.

O recorde também ocorre no mês de setembro de 2015, que registrou 5.882 queimadas. A quantidade é 90,3% maior que a máxima já registrada em 2009, com 3.091 focos. Em 2014, foram 3.057 ocorrências de incêndio no mesmo período.

Amazonianarede-G1

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.