Amapá só tem 7,8% dos médicos requeridos pelos municípios

O primeiro mês de seleção do programa Mais Médicos foi encerrado na última terça-feira (13) com a confirmação da participação de dez profissionais no Amapá, sendo cinco brasileiros e cinco com registro profissional de fora do país.

Os participantes estarão distribuídos em quatro municípios (Ferreira Gomes, Macapá, Mazagão e Santana) e um Distrito Sanitário Indígena, sendo a maioria (3) em regiões de alta vulnerabilidade social.

O número de vagas preenchidas equivale a 7,8% da demanda dos municípios do estado, que apontaram a necessidade de 127 médicos para completar seus quadros na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS). A data da ida dos médicos para os municípios ainda não foi divulgada.

No país
Dos 1.618 médicos confirmados em todos os estados do Brasil na primeira seleção do programa, 1.096 já atuam no Brasil, 358 são estrangeiros e 164 são brasileiros graduados no exterior. Cerca de 6,5 milhões de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) serão diretamente beneficiados na primeira etapa do Mais Médicos.

Os profissionais atuarão em 579 municípios e 18 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). A maioria (67,3%) dessas regiões está em áreas de extrema pobreza e distritos de saúde indígena. As demais 32,7%, em periferias de capitais e regiões metropolitanas.

“Ao fecharmos esta etapa, chama a atenção o aumento do número de municípios contemplados, sobretudo o deslocamento para o interior e região de fronteira, que passarão a ser ocupadas com a entrada dos médicos estrangeiros”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Segundo ele, o Ministério da Saúde continuará estimulando a ida de médicos brasileiros para regiões carentes.

(Fonte: Diário do Amapá)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.