Amapá adere à campanha de combate ao tráfico humano

Macapá – “Liberdade não se compra. Dignidade não se vende. Denuncie o tráfico de pessoas”. É o tema da campanha Coração Azul contra o tráfico de pessoas, lançada nessa quinta-feira, 9, pelo governo federal, através do Ministério da Justiça e do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime (UNODC). Agora, na versão brasileira, o objetivo da campanha mundial é mobilizar a sociedade contra esse tipo de crime.

No Amapá, o governador Camilo Capiberibe já criou o Núcleo de Combate ao Tráfico de Pessoas, que é vinculado à Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com a coordenação da delegada Katiúscia Pinheiro do Amaral.

Segundo o gestor da Sejusp, Marcos Roberto Marques, “é importante participar de eventos nacionais e saber que o nosso Estado também toma as medidas necessárias para combater esses tipos de crime”, ponderou.

Campanha
Com a adesão, o Brasil se compromete a disponibilizar meios de divulgação e mobilização da sociedade para a luta contra o tráfico de pessoas. No país, de 2005 a 2011, foram investigadas 514 denúncias desse crime e, dentre os números de 2007 e 2010, de cada 100 pessoas traficadas no mundo, 27 eram crianças.

Para fazer parte da campanha, basta seguir o Coração Azul no perfil do Facebook, ou através do site www.coracaoazul.com.br  
Para denunciar esses tipos de crime, disque 100 ou ligue 180.(Diário do AP)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.