Alta tensão: Serra Pelada está na iminência de uma invasão

(Foto: Divulgação)

A qualquer momento a via de acesso à nova mina em Serra Pelada, Curionópolis, sudeste do Estado, pode ser fechada por garimpeiros. Ontem, após uma reunião envolvendo cerca de mil integrantes da Coomigasp (Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros) um pequeno grupo tentou invadir a área, mas foi impedido por homens da Polícia Militar.

Três pessoas foram atingidas por balas de borrachas, mas passam bem. Após a movimentação, os garimpeiros decidiram ir para estrada que leva à nova mina, mas até o fechamento desta edição, ainda não tinham interditado o acesso.

A situação foi trazida a público durante a semana pela Companhia de Desenvolvimento Mineral (SPCDM), em Curionópolis. O clima tenso da audiência pública realizada no dia 16 deste mês preocupa a Colossus Mineração, que repudia o incentivo à violência “promovido por grupos com a finalidade expressa de invadir, ocupar e paralisar o projeto”.

Os garimpeiros exigiam a renegociação do repasse da porcentagem do ouro, que, segundo eles, foi renegociado a portas fechadas sem a participação e consentimento dos mesmos. A reivindicação permanece, segundo os garimpeiros.

Em nota, a Colossus Mineração informou que a maioria dos manifestantes é de não residentes na comunidade de Serra Pelada e que a organização foi feita “por grupos garimpeiros não reconhecidos pela Justiça do Pará como dirigentes da cooperativa sócia do projeto”. A empresa diz que é “impraticável haver diálogo sob coação”. “A Colossus considera este formato de mobilização violenta como irresponsável, que em absolutamente nada contribui para um futuro de paz duradoura em Serra Pelada”, informou a nota.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.