Alta do diesel já afeta preços de passagens de barco e frete, em Manaus

Passagens de lancha já sofreram reajuste e as de barco terão alta até o final do próximo mês
Passagens de lancha já sofreram reajuste e as de barco terão alta até o final  do próximo mês
Passagens de lancha já sofreram reajuste e as de barco terão alta até o final do próximo mês

MANAUS – Em efeito do dominó, o aumento de 4% do preço do diesel, anunciado pela Petrobras, irá afetar o preço das passagens de barco e de grande parte dos produtos vendidos no comércio de Manaus. Neste último caso, a alta ocorre porque o reajuste do combustível atinge diretamente o valor dos fretes, segundo o presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA) Ismael Bicharra. 

“O diesel representa um dos pilares da economia. Qualquer aumento afeta até a ponta dos produtos. Acredito que todos eles terão aumento de, pelo menos, 4%, no mínimo. Isso vai depender de onde vem a mercadoria”, disse.

O economista da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio) José Fernando Pereira da Silva disse que o reajuste no combustível tem um efeito em cadeia muito grande. “Se o diesel aumenta, o frete também vai sofrer um reajuste e é repassado para os consumidores, aumentando também todo o custo de vida”, disse.

O presidente da Federação das Empresas de Transporte da Amazônia (Fetramaz), Irani Bertolini, disse que o diesel representa 30% no custo e que, esse último reajuste, vai significar um aumento de 1,20% no preço do transporte de cargas. “Todas as vezes que o diesel sofre um reajuste, é passado automaticamente ao comprador, além do aumento anual, estipulado entre as transportadoras e os clientes”, explicou.

Bertolini disse, ainda, que devido à crise econômica e aos dois aumentos de diesel, ocorreu uma queda de 15% a 20% na demanda dos transportes, neste ano. “Devido ao desemprego, à perda do consumo da população e do reajuste do diesel, a procura diminuiu e a receita das transportadoras também caiu na mesma proporção”, disse.

Viagens para o interior
Em relação às passagens fluviais, o presidente da Associação das Agências de Transportadoras Aquaviários do Amazonas (Agtraam), Altair Ribeiro disse que o preço das passagens de lanchas expresso, que fazem transportes de passageiros para o interior do Estado, já tiveram aumento, mas para as viagens de embarcações ainda não.

“As passagens de lanchas para o interior tiveram um aumento de R$ 10 acima do que era antes. Mas os donos de barcos ainda estão analisando de quanto será esse reajuste, que deverá ser repassado aos passageiros até o final do próximo mês”, disse.

Uma das associadas do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Amazonas (Sindarma) Greicy Araújo Fernandes disse que, por enquanto, não irá fazer o repasse. “Atendemos classe baixa e média. O mercado não aceita esse reajuste. Só nesse último aumento foi R$ 0,10, por litro”, disse. D24AM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.