Acerto dos rodoviários

Sem greve – A intervenção do prefeito de Manaus, Arthur Neto, na negociação entre patrões e rodoviários foi fundamental para a suspensão da greve. Mas muito importante também foi o novo sinal, dado pelo sindicato dos rodoviários, de não retirar os ônibus das ruas e com isso prejudicar a população. Eles prometiam colocar 70% da frota rodando normalmente, porem, sem cobrar a tarifa ao usuário. É assim que se faz, a ameaça de doer nos bolsos dos patrões muda completamente a postura dessa classe que só pensa no lucro e não põe a conta dessa briga para o povo pagar. Novos tempos.

Estrondo por nada – Os vereadores de Manaus estão alardeando como um grande feito, terem acabado com o absurdo que era o pagamento do “auxílio paletó”, que na verdade era o 14° salário, que trabalhador nenhum tem, só político. Falta agora os deputados estaduais seguirem o mesmo exemplo e cortarem mais essa “mamata” que o mandato dá direito. Um acinte ao trabalhador comum, afinal, ninguém, em sã consciência, compraria um “paletó por R$ 15 mil, ou compraria?

Miseráveis – Ontem, acompanhando o discurso da presidente Dilma, no anúncio da inclusão de mais alguns milhões de brasileiros, em plano contra a miséria, fiquei confuso sobre em que país estamos todos nós vivendo. Ela afirmou que já não mais possível se ver miseráveis à olhos nus. Como? Logo depois um telejornal mostrou um monte de farrapo de gente, numa cracolândia em pleno Rio de Janeiro. Será que essa turma do PT não anda mais nas ruas como antes, ou estão governando algum outro país que não o Brasil? Tá com cheiro de campanha antecipada á reeleição. Credo.

 

Sérgio Costa
Da Redação 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.