A Eletrobras Amazonas Energia realiza a 15ª Soltura de Quelônios no rio Uatumã

Amazonianarede – Assessoria

Manaus – Chegando a sua 15ª edição, a Eletrobras Amazonas Energia realiza, no período de 23 a 25 de fevereiro de 2013, a tradicional ‘Soltura de Quelônios’ no rio Uatumã. Desta vez, serão soltos 24.444 filhotes de quelônios distribuídos entre as espécies de: tartaruga da Amazônia (Podocnemis expansa), tracajá (P. unifilis), iaçá (P. sextuberculata) e irapuca/capirã (P. erythrocephala).

A ação acontece no município de São Sebastião do Uatumã e também envolve comunidades dos municípios de Presidente Figueiredo e Itapiranga.

A ‘Soltura de Quelônios do Uatumã’ trata-se de uma iniciativa do Centro de Preservação e Pesquisa de Quelônios Aquáticos (CPPQA) coordenado pela Assessoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Eletrobras Amazonas Energia. O projeto, que conta com o envolvimento das comunidades ribeirinhas por meio de atividades socioambientais, tem como objetivo conservar as populações de quelônios aquáticos no rio Uatumã.

Cerca de 300 moradores pertencentes às 16 comunidades ribeirinhas como: Bela Vista, São Benedito, Maracarana, Manaaim, Abenezer, Nossa Senhora do Livramento e Jacaré-quara, localizadas nos municípios de São Sebastião do Uatumã, Itapiranga e Presidente Figueiredo, serão mobilizados no dia do evento. Ao todo, aproximadamente 500 pessoas participarão da programação que já se tornou uma data festiva para os ribeirinhos.

CPPQA

O Centro de Preservação e Pesquisa de Quelônios Aquáticos (CPPQA) da Eletrobras Amazonas Energia mantém um criadouro de tartarugas da Amazônia (Podocnemis expansa) e tracajás (Podocnemis unifilis) com aproximadamente 300 quelônios adultos, matrizes e reprodutoras que procriam nos tanques. Além disso, o Centro também realiza ações de conservação de tartarugas junto às comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uatumã.

Em 15 anos de existência, o programa já produziu e soltou em ambiente natural cerca de 120 mil filhotes de quelônios.

Entre as atividades previstas pela coordenação do evento e por comunitários estão: a recepção dos convidados com café regional, reflexão religiosa, torneio de futebol, apresentação de peças teatrais, cursos de boas práticas ambientais, oficinas de desenho e atividades de entretenimentos.

“O que podemos avaliar como resultado positivo do Projeto é que a caça de quelônios na região reduziu bastante, isso graças às ações educativas envolvendo os comunitários. Notamos também que, conservando áreas chaves e protegendo as praias, estamos conservando, indiretamente, outras espécies que usam esses habitats para alimentação e reprodução. Além disso, o Projeto também promove a qualidade de vida para as famílias ribeirinhas que usam e dependem dos recursos naturais de uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável”, esclareceu o coordenador do projeto, Paulo Henrique Oliveira.

Além das comunidades ribeirinhas do rio Uatumã, o projeto conta também com a parceria das Prefeituras Municipais de São Sebastião do Uatumã, Presidente Figueiredo e Itapiranga, Centro Estadual de Unidade de Conservação (Ceuc) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Reserva Biológica do Uatumã (Rebio Uatumã).

(Texto – Sídia Ambrósio) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.