Sindicato quer R$ 6,2 mi do Corinthians por invasão ao CT

São Paulo – Clube foi acionado na Justiça por causa de ‘assédio moral’ aos seus jogadores.

O Corinthians pode ter de lidar com mais um problema em consequência da invasão de torcedores ao seu Centro de Treinamentos. O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) entrou com processo na Justiça trabalhista contra a agremiação, pedindo indenização ao elenco. Os advogados do Sindicato entendem que houve assédio moral aos jogadores. Falam também em insegurança no ambiente de trabalho. Por isso, o Sapesp pede na Justiça que o Corinthians pague uma indenização de 200.000 reais a cada um dos 31 jogadores do elenco. Com isso, o valor total da ação chegaria a 6,2 milhões de reais.

A invasão de cerca de cem torcedores aconteceu na manhã do dia 1º de fevereiro, em meio a uma série negativa da equipe. Os atletas ainda não estavam no gramado e se refugiaram nos vestiários do CT Joaquim Grava. A Polícia Civil está investigando o caso e, com o auxílio das câmeras de segurança do local, já deteve três torcedores suspeitos de participação no ato violento. No entanto, o clube alega que não possui todas as imagens por causa de falhas nos seus equipamentos. O Corinthians ainda não se pronunciou sobre o processo porque diz não ter sido notificado, mas o Sindicato espera a realização de uma audiência em junho.

Por: Veja

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.