Sesa divulga Números da violência sexual no Amapá

Macapá – Segundo a Vigilância de Violências VIVA Sinan NET, os serviços de saúde do Estado atenderam 63 crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, em 2012. Dessas 84,1% são do sexo feminino, sendo 77, três crianças entre zero a nove anos, e 44,8 adolescentes entre 10 a 17 anos de idade.

A maioria das violências aconteceu em casa, por alguém conhecido. Em consequência, duas adolescentes engravidarem, três adquiriram DSTs, nove tiveram transtornos pós-trauma. 39,6% das vítimas já sofriam a violência há muito tempo, sob forte ameaça.

Este mês, o Hospital Estadual da Criança e do Adolescente designou quatro profissionais de saúde: médico, assistente social, psicólogo e enfermeiro para um treinamento no Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (Savvis), em Manaus (AM). A equipe recebeu a capacitação com a proposta de ajudar a qualificar o serviço no Amapá, que hoje é referência nesse tipo de atendimento a crianças de zero a 12 anos.

O Hospital Estadual da Mulher Mãe Luzia (HMML) recebe vítimas de violência sexual a partir de 13 anos de idade do sexo feminino e o Hospital Estadual de Emergência (HE) a partir dos 13 anos do sexo masculino.

As vítimas de violência sexual devem procurar primeiramente os serviços de saúde, pois a saúde tem tempo para agir, apenas 72 horas para garantir a profilaxia para DSTs, HIV, hepatite, gravidez indesejada e, caso a violência resulte em gravidez, a vítima tem direito ao aborto previsto em lei, que deve ser até 20 semanas de gestação.

(Diário do Amapá) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.