Projeto desenvolvido como o apoio do TJAM será apresentado em encontro internacional da Unesco

A representante do Tribunal no Grupo de Aperfeiçoamento, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, foi convidada para apresentar os objetivos e perspectivas do projeto, que discute e executa ações para fortale
A representante do Tribunal no Grupo de Aperfeiçoamento, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, foi convidada para apresentar os objetivos e perspectivas do projeto, que discute e executa ações para fortale
A representante do Tribunal no Grupo de Aperfeiçoamento, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, foi convidada para apresentar o projeto.

Amazonas – A experiência pioneira no Brasil, desenvolvida pelo Grupo de Aperfeiçoamento em Direito e Fraternidade instituído no Amazonas, iniciativa que tem o apoio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e agrega 10 Universidades e Instituições de Ensino Superior, será apresentado em Paris, durante um encontro internacional promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), que acontece de 10 a 15 deste mês.

A representante do Tribunal no Grupo de Aperfeiçoamento, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, foi convidada para apresentar os objetivos e perspectivas do projeto, que discute e executa ações para fortalecer o processo de formação de acadêmicos do curso de Direito, suscitando a abordagem da temática “Comunhão e Fraternidade” no ensino de graduação.

Esta é a primeira vez que um representante do Poder Judiciário do Amazonas é convidado para participar como palestrante de um encontro da prestigiosa instituição internacional. “Instituímos este grupo de estudo – que acredito ser um dos únicos no mundo – e que trabalha para que tenhamos futuros operadores de Direito voltados para o bem comum e preocupados em melhorar o mundo, com uma postura séria, ética e de serviço”, afirma a desembargadora.

O encontro do qual a magistrada participará como palestrante celebrará os 20 anos de concessão do prêmio “Educação à Paz” à Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares. O evento é realizado em parceria com a Organização não Governamental New Humanity.

A desembargadora Socorro Guedes ressalta, ainda, que o encontro ocorrerá na semana em que transcorre um ano do grande atentado registrado em Paris, em novembro de 2015, que vitimou mais de 130 pessoas. “O evento da Unesco também terá o significado de uma grande mobilização pela promoção da paz e, na ocasião, falaremos sobre o trabalho desenvolvido pelo Grupo de Aperfeiçoamento, que tem entre seus propósitos contribuir para a formação de profissionais com valores éticos, morais e em busca do bem comum”, disse a magistrada.

Ela informou que, como desdobramento das ações do Grupo, a disciplina “Direito e Fraternidade” deverá ser incluída, já em 2017, na grade curricular do curso de Direito da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Ações planejadas

Para aprofundar a temática “Direito e Fraternidade”, o Grupo de Aperfeiçoamento do qual o TJAM faz parte pretende promover em parceria com a Escola Superior de Magistratura do Amazonas (Esmam) uma Tribuna Jurídica, agendada para os dias 26 e 27 de março de 2017, em Manaus.

O Grupo de Aperfeiçoamento também pretende realizar, em agosto de 2017, também na capital amazonense, um congresso para aprofundar o tema o qual deve contar com a participação, como palestrante, do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo da Fonseca.

 

Texto: Afonso Júnior | TJAM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.