Preocupados com os afogamentos vereadores visitarão domingo a Ponta Negra

Ponta Negra
Amazonianarede/CMM

Manaus – As mortes por afogamento que vem ocorrendo na praia da Ponta Negra, após a sua revitalização, continua preocupando as autoridades e banhistas, que procuram meios para evitar que esses acidentes fatais continuem no local, mas isso, depende muito mais da população, ou seja dos frequentadores do que das autoridades que tem feito o melhor possível para oferecer segurança e tranquilidade naquele ponto turístico da cidade de Manaus.

Ontem o tema foi debatido em audiência pública, realizada na tarde desta na Câmara Municipal de Manaus. Desde que foi reaberta, 12 pessoas já morreram afogadas no local os vereadores resolveram ao final da audiência marcar uma visita em grupo no próximo domingo, para ver de perto o que ocorre na praia, como funciona a segurança e qual o comportamento dos frequentadores, estes sim, devem ter mais responsabilidade com a segurança dos seus filhos e quem bebe muito deve evitar nadar até o largo, onde os perigos são maiores.

O presidente do Implurb, Manoel Ribeiro, quando questionado em várias oportunidades sobre a segurança da Ponta Negra, afirmou que o poder público está fazendo a sua parte e cabe aos frequentadores terem mais consciência com o perigo e responsabilidades, garantindo que a “Prefeitura não é babá” de ninguém.

CAMPANHA

Para a presidente da Comissão de Serviços Públicos da Câmara Municipal de Manaus, Socorro Sampaio, é preciso resolver todos os erros do local. “Nós precisamos de respostas. O que falta? É uma campanha de conscientização? Então a prefeitura precisa fazer. Se houve alguma falha no estudo de engenharia da área, então nós precisamos rever tudo isso”, disse.

O Corpo de Bombeiros, também presente na reunião, abordou a falta de conscientização dos banhistas, que deveriam respeitar o horário de funcionamento da praia bem como os limites permitidos, e a possibilidade de interação com outras forças. “Nós estamos pedindo parcerias com a Polícia Militar, da Guarda Municipal. E quando disser pra eles que é proibido, a Polícia Militar possa recolher essa pessoa para outro local, evitando dessa maneira, que ele venha a ser uma estatística”, disse o coronel Dinanci Almeida, do Comando de Bombeiros da Capital.

O vereador Elias Emanoel mostrou preocupação com as comemorações de fim de ano. “Imagina no réveillon, quando a gente tem, no dia 31, todas as homenagens a Iemanjá. A Ponta Negra é um desafio que nós temos que vencer”, ressaltou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.