Prefeitura precisa da ajuda dos Governos Federal e Estadual para manter refugiados venezuelanos que chegarão à em Manaus

Prefeito solicitou apoio das esferas federais e estaduais para bancar despesas com imigrantes 

Ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou que 180 refugiados devem ser enviados para a capital.

Manaus, AM – O Governo Federal deve enviar para Manaus, em março deste ano, um grupo de 180 refugiados venezuelanos que entraram no Brasil pelo estado de Roraima. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (23) pela Prefeitura de Manaus, que quer ajuda financeira pra receber os imigrantes.

O posicionamento da prefeitura se deu em virtude do anúncio do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, na última quarta-feira (21), sobre a distribuição de imigrantes Venezuelanos entre os estados brasileiros. Além do Amazonas, São Paulo também deve receber os refugiados.

O poder municipal afirma não ser contra a vinda dos imigrantes para Manaus, mas quer garantir apoio financeiro para bancar os custos que serão necessários. A Prefeitura espera que os governos  federal e estadual enviem verbas para a capital amazonense.

Hoje, Manaus abriga, oficialmente, 148 indígenas venezuelanos da etnia Warao. O prefeito de Manaus, Arthur Neto, afirmou que o Governo Federal prometeu uma verba, que ainda não foi enviada totalmente.

“A tendência que eu vi da outra vez foi empurrarem a obrigação quanto à recursos para a Prefeitura de Manaus.

O governo federal não cumpriu a sua parte, prometeu uma quantia insuficiente e ainda ficou devendo parte da quantia. Nós precisamos de uma ajuda continuada todos os meses, para enfrentarmos esse problema, inclusive do Governo do Estado, pois o fardo é pesado para todos”, disse o prefeito, por meio de assessoria.

O prefeito informou que deve ir a Brasília (DF) na próxima semana para tratar do assunto com o Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.

Amazonianaree-JAM

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here