Pesquisa mostra que o Amazonas tem mais de 380 mil analfabetos

(Amazonianarede – IBGE)

Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), anuncia que o Amazonas tem 11,5% de analfabetos, sendo 20% com mais de 60 anos.

O Estado contabiliza mais de 380 mil analfabetos até os 14 anos de idade. Os números sobre a situação do analfabetismo nacionala foram divulgados na última sexta-feira. No Norte, o estado com o maior índice de analfabetimso é o Acre.

Apesar disso, a pesquisa mostra que o índice de analfabetismo caiu de 13,1%, em 2011, para 11,5%.

Quase sete em cada dez analfabetos do Estado moram em áreas urbanas.
De acordo com a pesquisa do IBGE, 27% de quem tem mais 60 anos de idade no Amazonas não aprendeu a ler ou escrever, o que representa um grupo de 77 mil pessoas. Entre 30 e 59 anos, há 106 mil indivíduos nesta condição. O IBGE apontou ainda que 67% do total de analfabetos moram em zonas urbanas.

Por outro lado, a Pnad constatou que, desde 2004, houve aumento no número de pessoas com ensino superior no Amazonas – alta de 77 mil para 161 mil pessoas. A informação contrasta com a população que se declara sem instrução ou com menos de um ano de estudo: em 2004, eram 249 mil. Hoje, são 276 mil.

Entre 2011 e 2012, a taxa de analfabetismo entre pessoas com mais de 15 anos de idade caiu de 10,2% para 10% na Região Norte. Entre os 16,7 milhões de habitantes da região, a população analfabeta é de 167 mil pessoas.

O Estado com maior índice de analfabetismo na região é o Acre (13,5%). No Brasil, após oito anos de queda nos índices de analfabetismo, houve aumento de 8,6% (12,9 milhões de pessoas) para 8,7% (13,2 milhões).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.