Pauderney consegue liminar e vai para o debate

Pauderney Avelino

Pauderney Avelino

Henrique Xavier/Portal Em Tempo
A ‘briga’ nos bastidores do último debate para os prefeituráveis em Manaus, previsto para esta quinta-feira (4), na Rede Amazônica, já é uma vitória. Pelo menos para a coligação ‘Renova Manaus’, encabeçada por Pauderney Avelino (DEM).

O juiz Rogério José da Costa Vieira, coordenador da Comissão da Propaganda Eleitoral, concedeu liminar à coligação que possibilitou a inclusão de Avelino no debate desta noite (4).

Conforme as regras divulgadas pela emissora, apenas cinco candidatos deveriam figurar no debate. Como Pauderney havia apresentado percentual abaixo desse patamar na pesquisa do Ibope, a TV Amazonas acabou excluindo o prefeiturável.

Mas o editor geral de jornalismo da TV Amazonas e um dos coordenadores do debate de logo mais à noite, Luiz Augusto Batista, não confirmou o candidato no debate.

Segundo ele, a emissora agendou gravação de entrevista com Pauderney e o candidato do PMN, Jerônimo Maranhão, mas ambos não quiseram gravar o programa.

“O nosso departamento jurídico está trabalhando para manter as regras iniciais do debate. Até o momento, o candidato [Pauderney] ainda não está confirmado no debate marcado para as 23h30”, afirmou.

Ação
No início desta semana, a emissora impetrou uma ação cautelar com intuito de obter uma liminar que barrasse a participação do candidato do DEM, mas o juiz Victor André Liuzzi Gomes, titular da 13ª Vara Cível de Manaus, não aceitou os argumentos apresentados e indeferiu a ação.

Depois de perder a ação cautelar, a TV Amazonas resolveu entrar com mandado de segurança contra a decisão do juiz Rogério José, mas novamente não teve êxito.

Com a decisão, a emissora se vê forçada a cumprir a decisão, sob pena de multa de R$ 100 mil e a possibilidade de ter sua programação suspensa por até 24 horas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.