Operação da prefeitura fecha bares irregulares

A prefeitura de Manaus e a Policia Militar realizaram, nesse fim de semana, uma operação para fiscalizar bares nas zonas Oeste e Centro-Oeste.

A operação começou na noite de sábado, 03, e mobilizou 100 pessoas entre policiais militares e servidores da Casa Militar por meio da Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Divisão de Vigilância Sanitária (Dvisa), Instituto Municipal de Planejamento Urbano (implurb) e Secretaria Municipal de Finanças (Semef). Ao menos sete bares foram visitados pelas equipes e dois foram fechados por falta de documentação como habite-se e da certidão de informação técnica do uso do solo (CIT) emitidas pelo Implurb, além de licença sanitária.

De acordo com o fiscal da Dvisa, Celso Isao, nos dois bares que foram interditados não havia identificação, documento autorizando o funcionamento e nem a licença expedida pela Dvisa que comprova que o estabelecimento segue normas de higiene, irregularidades consideradas graves pela Dvisa. “ Ele não tem a licença sanitária e aqui identificamos contaminação cruzada, quando só há uma saída e o manipulador entra e sai passando pelo alimento, impermeabilização inadequada, iluminação inadequada (a iluminação na cozinha precisa ter uma proteção) e será autuado” disse Isao.

Bares em feiras também foram fiscalizados, no bar Rabelo’s localizado na feira do Santo Antônio foi feito um relatório com as irregularidades encontradas que será encaminhado à Sempab, por tratar-se de estabelecimento em feira.

Além dos estabelecimentos que foram interditados e tiveram de fechar as portas, todos os outros visitados foram autuados pela ausência de algum tipo de documentação. Em três deles foram constatada ausência de licença ambiental e de autorização para o uso de som. Por conta disso, as caixas de som foram apreendidas e os proprietários receberam notificação e devem procurar a Semmas em um prazo de 48 horas para se regularizar. As multas variaram de 50 a 150 UFMs.

De acordo com o fiscal da Semef, Plínio Heider, todos os proprietários receberam orientação para procurar os órgãos que expediram as notificações e autuações para se regularizarem.

As operações em bares e casas noturnas são freqüentes e são realizadas sem data marcada.

(Texto: Lane Gusmão)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.