Obra do shopping da Ponta Negra é embargada pelo Implurb

Amazonianarede – PMM

Manaus – O Instituto de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) embargou e autuou a obra do Shopping Ponta Negra, da empresa JHSF Empreendimentos, na av. Coronel Teixeira, na manhã desta sexta-feira, 25. O empreendimento havia recebido, na última segunda-feira, 22, notificação para apresentar diversas documentações referentes ao empreendimento, além de estar com a licença vencida há 1 ano. Após o embargo, de número 010052, a JHSF recebeu prazo de 72 horas para se regularizar e ter a obra desembargada, estando ainda passível de sofrer multas.

Segundo o presidente do Implurb, Roberto Moita, em setembro de 2012 foi feita uma análise das pendências de documentação do shopping, que tomou ciência das mesmas, mas até o momento não se regularizou junto ao instituto. Entre a documentação exigida e que falta no projeto estão o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), licença ambiental expedida pela Secretaria de Meio Ambiente (Semmas), renovação de alvará de construção, projeto aprovado junto ao Corpo de Bombeiros, e projeto de drenagem de águas aprovado pela Secretaria de Infraestrutura (Seminf).

Uma das placas instaladas no empreendimento está com a data do vencimento do alvará pintado de branco e em outra a data é de 5 de setembro de 2011. A construção tem 31 mil metros quadrados.

No local da construção, o engenheiro residente Humberto Almeida recebeu o embargo e o auto de infração, e se comprometeu a enviar uma carta defesa na mesma hora. Mas até o presente momento a empresa não atendeu a nenhuma solicitação do Poder Público.

A infração teve como base os artigos 6 e 18 da Lei 673/2002, o Código de Obras e Edificações do Município, e o embargo foi baseado no artigo 39, inciso I, parágrafo 5, da mesma legislação.

“Nenhuma obra, pública ou particular, pode ser executada sem a respectiva aprovação do projeto, assim como seu devido licenciamento, ainda mais uma obra desse tamanho. O Implurb tem o poder de polícia nos casos de violação do código, visando o bem público”, explica Maria Froz, chefe da Divisão de Controle (Dicon).

LEGISLAÇÃO

Embargo – auto de infração que determina a paralisação imediata de uma obra (art. 39, inciso I, lei 673/02).
Interdição – obra ocupada sem o respectivo Habite-se emitido pelo Poder Executivo (art. 39, paragráfo 5, inciso I, lei 673/02). 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.