Médicos iniciam curso introdutório sobre Atenção Primária

(Reportagem: Vanessa Leocádio)

Os médicos selecionados na primeira etapa pelo Programa Mais Médicos, do Governo Federal, para atuação no município de Manaus, iniciaram na manhã desta segunda-feira, 9, no mini-auditório da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), curso introdutório sobre Atenção Primária em Saúde.

A capacitação dos profissionais ocorrerá até amanhã, antecedendo o início do trabalho nas unidades básicas de saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Manaus. Durante o evento, também foi revelado que os médicos passarão por uma especialização em Atenção Primária em uma universidade de Manaus a ser selecionada pelo Ministério da Saúde.

A programação inclui aulas de Rede de Atenção em Saúde; Estratégia Saúde da Família como reordenadora do modelo de atenção; Processo de trabalho; Estratégia Saúde da Família: demanda programada e demanda espontânea; cuidado continuado e Vigilância em Saúde (dados epidemiológicos e sanitários).

Para o secretário municipal de Saúde de Manaus, Evandro Melo, o Programa Mais Médicos tem como principal desafio atender à grande demanda existente no SUS no que se refere ao quadro de recursos humanos necessário para executar as ações da Atenção Primária, que pode resolver até 80% dos problemas de saúde da população. “Quase três milhões de pessoas no Amazonas dependem exclusivamente do SUS, 1,5 milhão somente em Manaus.

Para atender todas essas pessoas, é essencial a presença de médicos que tenham interesse em atuar nos municípios de mais difícil acesso ou, no caso de Manaus, nas áreas periféricas, tanto na zona rural quanto na urbana”, afirmou Evandro Melo.

A subsecretária municipal de Saúde, Lubélia de Sá Freire, ressaltou que só foram selecionados para participar do programa profissionais com registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). “Tivemos a preocupação de selecionar somente profissionais com o CRM. Dos selecionados, 18 já moravam em Manaus, os outros dois vieram do Distrito Federal e do Pará”.

O diretor do departamento de Atenção Primária da Semsa, Nilson Ando, apresentou o novo modelo de ordenamento da Atenção Primária para os novos profissionais. “Esse novo modelo vai alinhar o sistema. Os profissionais trabalharão 40 horas semanais garantindo uma média de 220 acolhimentos diários. Cerca de 4 mil atendimentos a mais por mês. A nossa expectativa é melhorar a qualidade de atendimento e garantir o acesso aos serviços básicos de saúde”, avaliou.

Relação das Unidades Básicas de Saúde em que os profissionais atuarão:

Unidades de Saúde da Família
Leste 01; 09; 28; 29; 30; 36; 141 (Módulo Josephina de Melo)
Norte 06; 11; 20; 38; 54; 55
Oeste 01; 05; 13; 30; 37; 46
Rural Nossa Senhora do Livramento.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.