Marcelo Ramos consegue assinaturas e pede a instalação da “CPI do Apagão” em Manaus

Apagão em Manaus

Amazonianarede – Assessoria

Manaus – Preocupando com os constantes “apagões” no sistema de energia elétrica na capital e em alguns municípios próximos a Manaus, o deputado Marcelo Ramos,(PSB) vinha colhendo assinaturas dos deputados e formalizou o requerimento solicitando a abertura de uma Comissão parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar o fato e agora, as assinaturas estão completas o requerimento já poderá ser apresentado à Mesa Diretora do legislativo estadual, o que deverá ocorrer nos próximos dias.

O ano de 2012 está marcado como o período em que a capital amazonense enfrentou cinco apagões. No fim de novembro, o blecaute atingiu não apenas cidade, mas toda a Região Metropolitana de Manaus. A partir destes dados, o deputado estadual Marcelo Ramos (PSB) conseguiu a última assinatura

NOTA DA ELETROBRAS

Em nota enviada pela assessoria de Imprensa a Eletrobras Amazonas Energia informa que nos últimos quatro anos, tem estado à disposição de toda a sociedade para esclarecer todos os questionamentos realizados.

Ainda em nota a Eletrobrás afirma que por diversas vezes a direção da empresa esteve presente em órgãos públicos para apresentar as ações que vem executando e as que estão sendo planejadas para melhorar a qualidade do serviço de fornecimento de energia elétrica em todo Estado do Amazonas. “Os investimentos na região são consideráveis, prova disso são as várias ampliações já realizadas, novas obras no sistema de transmissão a receber energia vinda do ‘linhão’ de Tucuruí e a nova usina a gás ‘Mauá 3’, recentemente contratada e já em construção. A empresa continuará transparente e com novas obras”, finaliza a nota.

DESLIGAMENTOS DIÁRIOS

O deputado Marcelo Ramos recordou que, além dos apagões, a cidade ainda enfrenta problemas diários de desligamentos de energia em diversas áreas. Além disso, já foram realizados diversos diálogos com a concessionária.

“Os representantes da empresa vão até a Assembleia, dizem que não vai acontecer de novo, mas acontece.
Recebemos apenas informações seletivas. Com a CPI, teremos autoridade para convocar pessoas, requisitar documentos e fazer avaliações técnicas do sistema”, explicou Marcelo Ramos.

ASSINATURAS COMPLETAS

Com a assinatura do deputado Sidney Leite, a lista de oito assinaturas suficientes para dar andamento nos trabalhos com vistas a criação da “CPI do Apagão”, o deputado conseguiu a oitava assinatura para a instauração da CPI.

Além dele, os deputados Luiz Castro (PPS), José Ricardo (PT), Arhtur Bisneto (PSDB), David Almeida (PSD), Orlando Cidade (PTN), Marcos Rotta (PMDB) e Sidney Leite (DEM) assinaram o pedido de investigação.

Como o deputado conseguiu cumprir a exigência de 1/3 do aval para a abertura de inquérito, a criação da CPI torna-se obrigatória. O próximo passo, portanto, está nas mãos do deputado Ricardo Nicolau (PSD), já que o presidente da Aleam tem que publicar o Ato Constitutivo da Comissão. Esta etapa, conforme Marcelo Ramos, pode ser difícil.

“Vou conversar com ele na próxima semana, para ver se podemos começar os trabalhos durante o recesso (período até fevereiro de 2013) ou após o fim de janeiro. Imagino que o presidente faça de tudo para não instaurar. Se for o caso, vou ter que entrar com um mandato de segurança.

Desde o início, tenho clareza que há uma postura de blindagem da direção da empresa Amazonas Energia, por parte da bancada governista”, assinalou. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.