Luiz Castro destaca Alfredo da Matta como referência no controle da hanseníase

Divulgação

Divulgação

Referência no controle da hanseníase e de doenças dermatológicas tropicais no Amazonas, a Fundação Alfredo da Matta (Fuam) que este ano completa 57 anos de história no atendimento à população do Estado, o que motivou o deputado estadual Luiz Castro (PPS) a destacar atuação da unidade de saúde, também como referência nos casos de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Inaugurada em 28 de agosto de 1955, como Dispensário Alfredo da Matta, a unidade concentrou o atendimento ambulatorial aos pacientes acometidos de hanseníase, que à época sofriam com o forte preconceito e a segregação social, confinados na Colônia Antônio Aleixo.

O nome homenageia a memória do médico, pesquisador e político Alfredo da Matta (1870 – 1954), baiano que construiu no Amazonas uma brilhante carreira médica, se notabilizando pelo atendimento aos pacientes com hanseníase.

“A Fundação se destaca no atendimento, mas também deixou um legado na pesquisa médico-científica e na capacitação de profissionais de saúde nas áreas de dermatologia e venereologia”, justifica o deputado.

A Fuam foi reconhecida como centro nacional de referência em tratamento médico e na pesquisa científica nas áreas de dermatologia e DSTs e mantém convênios com instituições como a Organizaçao Mundial de Saúde (OMS), Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e acordos de cooperação técnica com a Fiocruz.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.