Líder da competição, Brasil treina com foco no Japão

( De Tóquio, Japão, Clarissa Laurence CBV)

Na seleção brasileira masculina de vôlei, dia de folga na tabela da Copa dos Campeões é oportunidade para treinar e focar nos próximos adversários, especialmente o Japão, time que o Brasil enfrentará nesta sexta-feira (22.11), às 8h10 (Horário de Brasília).

Jogando em casa, em Tóquio, os japoneses ganham força e preocupam os jogadores brasileiros. Mas a equipe verde e amarela é a única que soma duas vitórias e seis pontos até agora na competição e chega com moral para a próxima partida.

De qualquer forma, o levantador Bruno chama atenção para as principais qualidades da seleção nipônica e para um ponto específico e necessário para sua equipe buscar mais uma vitória na competição.

“O Japão sempre dá muito trabalho. É um time que tem muita defesa, volume e joga bastante no contra-ataque. Por isso, a nossa equipe tem que ter paciência para não perder a cabeça em certos momentos. É um jogo que acaba ficando longo, então a paciência é fundamental. Além disso, não podemos perder o foco e errar por causa da qualidade na defesa deles”, opinou o capitão do Brasil.

Bruno e a seleção brasileira conhecem bem o adversário. “Já jogamos algumas vezes contra o Japão, conhecemos bem alguns jogadores e já estamos familiarizados com a equipe deles. O técnico mudou e isso faz com que o padrão de jogo mude um pouco, mas, individualmente, conhecemos os jogadores. Estamos estudando bastante e, claro, vamos em busca da terceira vitória”, garantiu Bruninho.

O oposto Wallace está satisfeito com os primeiros resultados do Brasil, mas alerta para um cuidado especial: diminuir o número de erros daqui para frente.

“Tivemos importantes testes nos dois primeiros jogos, contra Irã e Estados Unidos. Estudamos bastante os times e conseguimos fazer boas partidas. Ainda erramos muito, principalmente no saque, e isso não pode acontecer mais. Mesmo assim, sem dúvida, o mais importante foi conseguir os seis pontos nas duas primeiras rodadas”, concluiu Wallace.

Brasil é destaque nas estatísticas

O oposto da seleção brasileira é o terceiro maior pontuador da Copa dos Campeões, com 31 pontos (29 de ataque e dois de bloqueio). O ponteiro Maurício Borges aparece em quarto nesta lista, com 29 (24 de ataque, quatro de bloqueio e um de saque). O central Sidão também se destaca, sendo o nono, com 24 pontos marcados nos dois primeiros jogos, sendo 15 de ataque, seis de bloqueio e três de saque.

Maurício Borges ainda aparece entre os destaques no ataque, tendo o segundo melhor aproveitamento da competição.Wallace é o quinto. Sidão volta a aparecer bem nas estatísticas de bloqueio e saque, sendo terceiro melhor em cada fundamento. O outro central do Brasil, Lucão, é o sétimo melhor no bloqueio.

O líbero Mário Jr. lidera a lista de melhores jogadores na defesa, seguido pelo ponteiro Lucarelli, que assume a primeira posição na estatística de recepção. Maurício Borges é o quarto melhor na recepção.

ENTENDA A COPA DOS CAMPEÕES

Situação atual – O Brasil estreou com vitória sobre o Irã por 3 sets a 1, venceu os Estados Unidos por 3 a 0 na segunda rodada e terá outros três jogos pela frente, contra os demais participantes do campeonato.

Países participantes – Brasil, Irã, Estados Unidos, Japão, Rússia e Itália. Todos são campeões continentais com exceção do Japão que participa da competição por ser o país sede e da Itália, que foi convidada pela organização.

Forma de disputa – As seis equipes se enfrentarão em turno único e a seleção que somar mais pontos ficará com o título.
Jogos do Brasil:

19/11 – Brasil 3 x 1 Irã (25/16, 25/17, 25/27 e 25/23)
20/11 – Brasil 3 x 0 Estados Unidos (31/29, 25/23 e 25/23)
22/11 – Brasil x Japão, às 8h10 (Horário de Brasília)
23/11 – Brasil x Rússia, às 5h10 (Horário de Brasília)
24/11 – Brasil x Itália, às 1h10 (Horário de Brasília)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.