Já estão na cadeia os assassinos do crime da mala do bairro Compensa 2

(Foto: Ascom)

A Polícia Civil do Amazonas, por meio dos investigadores lotados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), coordenados pelo Delegado Titular, Antônio Rondon Jr., prendeu os irmãos Adriano Souza Gomes, 27, Luciano Souza Mendes, 18, Joziene de Souza Mendes, 21, e apreendeu uma adolescente de 17 anos.

Todos são suspeitos de envolvimento no homicídio de Ceci de Souza Aguiar, 66, tia-avó deles, morta e esquartejada no último sábado (21), no bairro Compensa 2, Zona Oeste de Manaus.

As prisões tiveram início na tarde de ontem, quando Joziene foi localizada na avenida Epaminondas, Centro da cidade. Na manhã desta terça-feira (24) Adriano foi preso pelos investigadores da DEHS no momento em que se apresentava no Fórum Henoch Reis, na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul. Em seguida, Luciano foi preso em uma loja de materiais de construção, onde trabalhava como serralheiro, no bairro Novo Israel, Zona Norte.

“O primeiro passo após o recebimento da ocorrência foi identificar a vítima. De acordo com testemunhas, Adriano foi visto carregando uma mala rosa com as mesmas características da encontrada. A segunda mala foi encontrada embaixo da casa onde ele morava com a família. Ele e o irmão passaram a ser os principais suspeitos do homicídio. Iniciamos as diligências e conseguimos localizar os demais membros da família. Durante oitivas foi confirmada a participação de Joziene e da adolescente no crime”, destacou o Delegado Titular da DEHS, Antônio Rondon Jr.

Durante coletiva de imprensa, realizada na manhã de hoje na DEHS, Rondon Jr. revelou detalhes das investigações.

“Adriano já vinha jurando de morte a vítima. Quando a tia-avó esteve na casa dele, aonde ia esporadicamente, ele a agrediu com vários golpes de chave de fenda na frente da mãe, que ficou desesperada e saiu do local. Com a ajuda dos irmãos, escondeu o cadáver embaixo da cama e posteriormente eles esquartejaram a vítima para tentar ocultar o corpo” frisou.

Ainda de acordo com Antônio Rondon Jr., o crime pode ter sido motivado por uma denúncia, supostamente feita pela vítima à polícia, informando o envolvimento de Adriano, que é foragido do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, onde cumpria pena no regime semiaberto por roubo, em outro crime.

Outro fator que teria contribuído para o crime seria a existência de R$ 5 mil na residência da vítima. “Depois que eles mataram a tia-avó, Adriano e os irmãos foram até a casa da vítima procurar os R$ 5 mil, porém eles encontraram apenas R$ 250, que foi dividido entre eles”, disse Rondon Jr.

Adriano já possui passagem pela polícia por envolvimento em roubo e tem um mandado de prisão expedido em nome dele pelo mesmo delito. Ele e Luciano estão supostamente envolvidos no homicídio de Azenildo dos Santos Rocha, 26, ocorrido no dia 7 de fevereiro deste ano no bairro Terra Nova, Zona Norte da capital.

Os irmãos foram autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado (Art. 121, parágrafo 2º, incisos 2, 3 e 5) referente a motivo fútil, insidioso e cruel para garantir impunidade de outro crime, além de ocultação de cadáver (Artigo 211 do Código Penal). Após os procedimentos realizados na Especializada, Adriano, Luciano e Joziene serão encaminhados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.

A adolescente será conduzida para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI). A mãe deles e o padrasto, Doraneide Souza Gomes, 46, e José da Cunha Conceição, 68, foram indiciados pelo mesmo crime. “A mãe presenciou o momento em que o filho matava a vítima, em seguida saiu correndo do local, sem conseguir impedir os filhos de matarem a tia dela. Ela posteriormente voltou com o marido ao lugar do delito e tentou limpar a cena do crime”, disse Antônio Rondon Jr.

Entenda o caso

No último domingo (22), por volta das 7h30, uma mala rosa com partes de um corpo humano foi encontrada em um barranco localizado na rua das Flores, no beco Santa Lucila, bairro Compensa 2, Zona Oeste da capital. No final da manhã os policiais da DEHS encontraram uma segunda mala, embaixo de uma residência, na rua Hermano Requião, com a cabeça, membros inferiores e superiores da vítima.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.