Idam incentiva famílias extrativistas a trabalharem na legalidade no AM

(Por Paula Vieira)

Entre os meses de setembro e dezembro, quatro extrativistas da Associação dos Moveleiros e Madeireiros de Codajás (CMMC), distante a 240 quilômetros de Manaus, foram contemplados com a Licença de Operação (LO) para exploração florestal madeireira emitida pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

O apoio técnico prestado pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM) junto aos detentores do Plano de Manejo Florestal Sustentável em Pequena Escala (PMFSPE) contribuiu para a legalização da atividade.

Durante esse período os técnicos do IDAM/Codajás, realizaram atividades de campo, que consiste no monitoramento das espécies florestais, por meio do inventário, delimitação de área e por fim a elaboração do plano de manejo, onde o principal objetivo é fornecer as informações para subsidiar as políticas florestais.

É importante incentivar as famílias extrativistas a trabalharem na legalidade. “A ideia é apoiar a atividade, incentivando os extrativistas a utilizarem a floresta de forma sustentável e conforme as leis ambientais, gerando renda e melhores expectativas de trabalho para o setor”, disse o técnico florestal do IDAM/Codajás, Robert Viana Campos.

A área autorizada para exploração florestal é de 1.691 hectares e a quantidade de madeira a ser explorada será de 1.250 m³.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.