Hoje tem feira do pirarucu de manejo no CIGS

Pirarucu de manejo
Pirarucu de manejo
Amazonianarede – Sepror

Manaus – Começou ontem e termina hoje, dia 15, promovida pelo Governo do Estado, através à Secretaria de Produção Rural, a segunda etapa da Feira de Pirarucu Manejado em Unidades de Conservação estaduais.
O incentivo à produção e demais etapas da cadeia produtiva do pescado é uma prioridade do Governo Omar Aziz para a geração de renda no interior e fixação do ribeirinho em seu município.

Ontem a feira funcionará no estacionamento da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS – avenida Mário Ypiranga Monteiro, nº 3.280, Parque 10 e hoje, a comercialização será na Feira do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS – avenida Coronel Teixeira, São Jorge, zona oeste), a partir das 6h.

Será comercializado pirarucu (filé e carcaça) proveniente dos setores Solimões do Meio e Maiana, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

O preço estimado é R$ 15 o filé/ventrecha e R$ 5 a carcaça. A comercialização será na forma in natura (fresco).
As instituições que estão apoiando a realização da Feira são Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS), por meio do Centro Estadual de Unidades de Conservação (Ceuc), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Ministério da Pesca, Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) e Fundação Amazônia Sustentável (FAS).

Manejo de pirarucu

O manejo de pirarucu é uma das atividades de maior destaque na geração de renda nas UCs estaduais de uso sustentável. Atualmente, essa atividade é realizada em quatro reservas de desenvolvimento sustentável do Estado (RDS Mamirauá, Amanã, Piagaçu-Purus e Uacari).

A atividade proporciona a recuperação dos estoques e geração de renda para as populações usuárias e comunidades tradicionais das áreas protegidas.

O manejo vem sendo aperfeiçoado pelos usuários desses recursos, através das diretrizes técnicas do Ceuc/SDS, Ipaam e de instituições parceiras, contribuindo diretamente na geração de renda para as comunidades residentes e tendo impacto significativo na melhoria da qualidade de vida dos beneficiários.

O Ipaam é o órgão que licencia os projetos de aquicultura, participa dos acordos de pesca e orienta para a legalização ambiental das atividades pesqueira.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.