Hissa Abrahão apresenta prestação de contas e divulga metas para o próximo semestre na CMM

O vice-prefeito de Manaus e titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seminf), Hissa Abrahão (PPS), durante visita à Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta segunda-feira (22), apresentou números referentes às atividades do primeiro semestre realizados pela pasta. Além disso, o secretário divulgou as metas para os próximos seis meses e inicio do ano de 2014.

Hissa Abrahão também aproveitou para explicar as dificuldades que a secretaria tem em realizar todas as obras solicitadas. “A Seminf trabalha com transparência e desenvolve projetos para ajudar a mobilidade urbana e o convívio social da cidade de Manaus”, disse o secretário.

Entre as atividades desenvolvidas pela Seminf ao longo dos seis primeiros meses da atual administração, o vice-prefeito destacou um total de 3.538 ruas atendidas com serviços básicos nas seis zonas da cidade; 5.141 serviços de call Center; 673 mil metros quadrados de recapeamento e 5.100 metros de rede de drenagem profunda nos bairros da Ponta Negra, zona Sul, Mauazinho, zona Leste, Parque das Laranjeiras, zona Norte e São José, zona Leste.

Contenções

O secretário destacou ainda os 2,6 mil metros cúbicos em serviços de rip rap, solo, cimento e concreto realizados nos bairros Castanheira, São José, Novo Aleixo e São Jorge. “Quanto à limpeza de área, raspagem e capinação, a Seminf já realizou um total de 877 metros cúbicos no bairro da Cidade Nova, zona Norte”, lembrou Hissa Abrahão.

Entre outras atividades realizadas pela secretaria, Hissa destacou ainda os serviços de mobilidade urbana como: os recuos concluídos da Praça Domingos Russo, na Avenida Djalma Batista e na Avenida Recife, em frente ao Carrefour de Flores. Além deles, o secretário destacou também os recuos em andamentos, entre eles o recuo da Praça Altair Nunes, no bairro Eldorado, da praça Nossa Senhora de Nazaré, na Avenida Recife, recuo na Avenida Efigênio Salles (V8), Avenida André Araújo e Max Teixeira.

Saúde

Das obras concluídas para atendimento à saúde, Hissa destacou a construção da Unidade Básica de Saúde (UBS), o serviço de demolição e construção de Pronto Atendimento Arthur Virgílio, a demolição e construção de Pronto Atendimento Gebes Medeiros e a construção do prédio do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Frei Valériol de Carlo.

Já na área esportiva, Hissa destacou a construção de duas quadras poliesportivas, seis campos de futebol e a reforma do Ginásio Ninimberg Guerra, no bairro São Jorge, zona Oeste.

Metas

O secretário destacou ainda as metas da Seminf para o segundo semestre e próximo ano, entre as quais pontuou: a pavimentação de 55 quilômetros de vias; a passagem de nível do aeroporto Eduardo Gomes; iluminação artística em dez viadutos; construção e instalação de 200 abrigos de ônibus; implantação do modelo Bus Rapid System (BRS) nas Avenidas Constantino Nery e Torquato tapajós, estendendo-se também para as zonas Leste e Norte de Manaus.

Entre outras metas, o vice prefeito também destacou a reforma dos terminais T3, T4 e T5; a reforma da ponte do bairro São Jorge; a implantação de academias ao ar livr; a implementação do projeto executivo das pontes da Avenida Djalma Batista, Avenida Itaúba e Avenida Autaz Mirim; a implementação do projeto do Complexo Viário da Bola do Produtor; do projeto do Parque Municipal Floresta da Juventude, além das 6 mil ruas que irão receber manutenção, junto a mais 45 ruas que serão incluídas na programação para receber infraestrutura completa.

O secretário também destacou que uma das metas é asfaltar e recapear 14.800 ruas da cidade. De acordo com ele, 3.500 ruas já estão com os trabalhos de recapeamento concluído. “O desafio é de tapar os buracos de mais de 6 mil ruas e recapear no mínimo 80 a cem quilometros”, acrescentou o secretário.

Ramais

O secretário lembrou ainda a questão dos ramais e disse que alguns já foram concluídos com base sólida para veículos pesados e ônibus escolares. “Não podemos asfaltar os ramais, por conta das obras da Copa do Mundo, das obras do Centro e das ruas principais e secundárias da cidade que também precisam de asfalto”, disse ele, observando que a secretaria não dispõe de orçamento para realizar todos os serviços ao mesmo tempo. “Temos que equilibrar as prioridades que são: Centro, Copa do Mundo e as ruas principais dos bairros”, completou o secretário.

Recursos

O secretário disse ainda que os recursos prometidos pela presidente Dilma Rousseff (PT) para as obras de mobilização urbana, ainda não foram enviados. “Estamos aguardando pelo menos R$ 150 milhões para darmos inicio a esses serviços”, ressaltou Hissa.

Transparência

No mesmo momento em que a CMM discute Emendas, orçamento e planilha de custo do transporte coletivo, o presidente da Casa, vereador Bosco Saraiva (PSDB) ressaltou que a Casa também dispõe do espaço para apresentação de prestação de contas de qualquer secretaria municipal. “Se tornou rotina secretários do município vir à CMM prestar contas a qualquer hora ou durante as Sessões Plenárias. A Casa está de portas abertas para que os secretários possam explanar sobre suas pastas”, destacou Bosco, observando que é um ato de democracia e transparência. “É uma forma diferente que vem sendo implantada pelo governo do PSDB desde o inicio do ano”, completou Bosco.

Também ressaltaram o trabalho da secretaria os vereadores: Roberto Sabino (PRTB), Elias Emanuel (PP), Ewerton Wanderley (PSDB), Rosivaldo Cordovil (PTN) e Felipe Souza (PTN).

Ainda estiveram presentes o diretor do Departamento de Infraestrutura da Seminf, José Roberto; o subsecretário municipal de Obras Públicas, Orlando Cabral Holanda e o subsecretário municipal de Serviços Básicos, Antonio Almeida Peixoto Filho.

(Dircom – CMM) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.