Frota amazonense de aviões particulares e taxi-aéreo voa com muitas irregularidades

Amazonianarede

Manaus – Quase a metade da frota da chamada aviação de terceiro nível que passaram por vistoria recentemente em Manaus, estão voando com uma série de irregularidades, o que poderá resultar em voos de risco pelos aviões particulares e taxi-áereo sediados na capital.

Para o gerente de Vigilância de Operações de Aviação Geral do órgão, Antonio Mello Dias, 40% dos aviões dos segmentos fiscalizados voam pelo Amazonas com algum tipo de problema.

Das 23 aeronaves verificadas durante a fiscalização surpresa, oito estavam irregulares. Foram constatadas pendências em documentações, extintores vencidos, má condição dos aviões, pneus carecas e acondicionamento inadequado de carga. Não houve casos de pilotos não-habilitados ou com habilitação vencida.
A equipe de fiscais continuou o trabalho de inspeção nas aeronaves durante todo o dia de ontem (9), no terminal II do chamado aeroporto Eduardinho e Aéreo Clube de Manaus.

Segundo Dias, as aeronaves irregulares que pousaram nos aeroportos foram autuadas e, após processo administrativo, estão sujeitas a multas que variam de R$4 mil a R$10 mil por terem realizado o voo em condições inadequadas.

Já os aviões que ainda decolariam foram notificados, impedidos de voar e terão prazo de vinte dias para regularização do problema constatado.

As vistorias realizadas em Manaus não fazem parte do calendário programado da Anac. Periodicamente, capitais são escolhidas aleatoriamente para que as aeronaves sejam inspecionadas. “O objetivo da fiscalização é aumentar o nível de segurança das operações aéreas e evitar acidentes”, justifica Dias.

O gerente afirma que, de 2005 a 2013, houve aumento da frota e de pilotos habilitados, e consequentemente, o número de acidentes pode elevar-se. Nos últimos três anos, a frota amazonense de aviões aumentou de 199, em 2010, para 259, em 2012. Entretanto, o número de acidentes se mantém constante, em uma média de 6 ocorrências com pessoas feridas a cada ano.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.