Felipe Massa assina contrato de três anos com a Williams

(Foto: AFP)

Acabou o mistério. Dois meses após anunciar sua saída da Ferrari, Felipe Massa revelou seu destino na Fórmula 1. A partir de 2014, o piloto inicia contrato de três anos com a Williams, substituindo o venezuelano Pastor Maldonado.

Seu companheiro será o finlandês Valtteri Bottas, cuja permanência também foi oficializada pela escuderia inglesa.

“Espero que minha experiência possa ajudar a equipe a deixar para trás um período difícil. Estou muito motivado para começar a trabalhar duro desde o começo deste novo desafio da minha carreira”, garante Massa.

Esta será a terceira casa do brasileiro na categoria. Já contratado pela Ferrari, Massa guiou carros da parceira Sauber em 2002, 2004 e 2005. Na temporada seguinte, substituiu o compatriota Rubens Barrichello na tradicional escuderia italiana – onde encerra ciclo no GP de Interlagos do próximo dia 24.

Neste domingo, o brasileiro foi ovacionado por cerca de 15 mil torcedores em evento de despedida organizado pela Ferrari em Mugello (ITA), palco de seu primeiro teste pela Sauber.

Se acostumar com novos companheiros de time, no entanto, não será o único desafio de Massa na Williams. Isto porque a equipe passará a utilizar motores Mercedes, obrigando o piloto a se adaptar a um propulsor diferente após 12 anos guiando carros acelerados pela Ferrari em uma temporada marcada por mudanças na categoria.

“Desde que comecei a correr, não me lembro de uma temporada com tantas mudanças no regulamento. Mas estou preparado para fazer o melhor junto com todos na fábrica em Grove e encontrarmos a direção certa”, afirma.

Apesar disso, Frank Williams, fundador e principal dirigente da nova equipe de Felipe, acredita que ele não terá dificuldades. “Felipe é um talento excepcional e um real lutador nas pistas. Ele também traz uma experiência valiosa a este novo capítulo de nossa história”, elogia.

Em 11 anos na Fórmula 1, Massa acumula 11 vitórias e 36 pódios. Sua principal temporada foi a de 2008, quando perdeu o título para Lewis Hamilton na última curva do GP do Brasil. Em 2009, um acidente envolvendo mola solta do carro de Rubens Barrichello o tirou da metade final da temporada. Desde que retornou, o piloto ainda não venceu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.