Emenda prevê implantação do projeto ‘Calçada Verde’ no Centro

(Foto: Assessoria do vereador)

O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Everaldo Farias (PV), apresentou, entre suas emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA-2014), uma que destina R$ 100 mil para a implantação de um projeto piloto denominado ‘Calçada Verde’ nas ruas do Centro de Manaus.

No total, o parlamentar protocolou 23 emendas ao orçamento do ano que vem.

Segundo Everaldo, o projeto prioriza calçadas com uma altura superior a 1,5 metros com vegetação rasteira ou jardins, objetivando melhor escoamento da água da chuva, amenização o calor nas vias públicas e melhorando o visual da cidade.

Ele lembrou que a capital amazonense aparece com uma das primeiras no ranking das cidades brasileiras com menos caçadas.

“Nossa proposta é que a prefeitura inicie esse trabalho em uma área do Centro de Manaus para que possamos ver os resultados e depois levar esse projeto a toda a cidade. A obra já é uma realidade em várias capitais brasileiras, como Goiânia (GO), Fortaleza (CE) e São Paulo (SP). Precisamos acabar com essa imagem de sermos uma cidade sem calçadas”, justificou.

Ele explicou que como a maioria das ruas e calçadas da cidade são asfaltados ou cimentados e a capital sofre de um deficiente sistema de drenagem, a água da chuva fica parada nas vias públicas aumentando os registros de alagação e proliferação de doenças. “A plantação de capins e áreas verdes ao redor das calçadas ajudará na absorção da água da chuva evitando os alagamentos”, informou o vereador.

O parlamentar reforçou que o projeto é um tipo de construção que respeita o meio ambiente, em que se utiliza pavimentos permeáveis, uma arborização urbana adequada, canteiros de jardim ou de gramas, que contribuem para a infiltração da água da chuva e recarga do lençol freático, diminuindo assim os problemas com enchentes e suas consequências. “Esse projeto é chamado também de calçada inteligente por dar proteção, conforto e segurança aos cidadãos que nelas circulam”, concluiu.

Orçamento

Em sua observação ao conteúdo da Lei Orçamentária do Município enviado à Câmara, Everaldo defendeu o aumento de 0,4% para o 1% do orçamento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) para o ano que vem. Na atual LOA-2014, a Semmas contará com uma verba de R$ 19,6 milhões.

O vereador afirmou que o montante para a pasta inviabiliza qualquer forma de investimento em diversas áreas de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da capital já que 71% dos recursos são destinados ao pagamento de pessoal.

“Os recursos municipais para o Meio Ambiente estão estrangulados. A cidade cresceu e os investimentos na área ambiental não acompanharam esse desenvolvimento e o que temos hoje é uma Secretaria que não consegue atender a todas as demandas e necessidades reais da cidade”, completou.

Ele citou como principais demandas na área ambiental de Manaus cinco questões, como: fiscalização e licenciamento; geoprocessamento e gestão territorial; áreas protegidas; arborização e paisagismo; além de políticas públicas e ações efetivas voltadas para o bem estar animal.

Bairro da Betânia

Morador há mais de 30 anos do bairro da Betânia, na zona Sul de Manaus, o vereador Everaldo Farias (PV) apresentou, entre suas emendas à LOA-2014, três propostas que beneficiam os 14,7 mil moradores do local. A primeira emenda prevê a construção de uma Praça de Alimentação no bairro, a segunda garante a reforma da Feira da Betânia e a terceira propõe a construção de uma ponte para interligar a Betânia ao bairro da Cachoeirinha, zona Centro-Sul da cidade.

Outros bairros foram contemplados nas 23 emendas apresentadas pelo parlamentar, como o São José e Jorge Teixeira, ambos na zona leste, Cidade Nova, na zona norte, e São Lázaro, na zona sul. “Como morador e filho da Betânia precisava propor emendas que beneficiassem o bairro, mas sem esquecer dos demais. É como um parlamentar da bancada federal que precisa garantir recursos para seu Estado”, declarou o vereador.

Para a construção de uma Praça de Alimentação na Betânia, o vereador destinou R$ 100 mil. “Existe uma área por trás da feira da Betânia desde sua construção que foi reservada para uma praça de alimentação que nunca foi construída. Nossa proposta visa concretizar essa destinação, além de requalificar a área, hoje ocupada com bares e bancas irregulares”.

Já para a reforma da feira da Betânia, o parlamentar destacou R$ 140 mil da LOA-2014. “Atualmente, essa feira é o principal centro de compras alimentícios dos bairros da Raiz, São Lázaro, Crespo e Betânia. Contudo, ela encontra-se em estado lastimável, inadequado para o bom atendimento para a população”.

A emenda que prevê a construção de uma ponte no bairro tem o objetivo, segundo Everaldo, de estabelecer uma ligação viária entre a Rua do Cruzeiro no Bairro da Betânia e o Conjunto Parque Residencial Cachoeirinha no Bairro da Raiz. “O fluxo entre os bairros da Betânia e Raiz é feito atualmente por uma passarela de madeira. Essa emenda torna a passarela uma via, inclusive para uso de automóveis e dar uma estrutura de concreto, de acordo com a sua importância”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.