Descartado surto de meningite em Sto. Antônio do Içá, no alto Solimões

Cidade de Santo Antônio do Iça, na calha do Solimões
Cidade de Santo Antônio do Iça, na calha do Solimões
Cidade de Santo Antônio do Iça, na calha do Solimões

Amazonas – Apesar de sete casos suspeitos e de duas mortes registradas na semana passada em Santo Antonio do Iça, técnicos da secretaria de Saúde descartaram por completo a existência a de um surto de meningite no município. A Secretaria de Saúde afirma que todas as medidas de controle estão sendo tomadas e reitera que não existem outros casos da doença no município, que está localizado no alto Solimões.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), que coordenação as ações de combate à doença, Bernardino Albuquerque, disse que exames laboratoriais – a partir da análise de líquido cefalorraquidiano (LCR) – realizados nos pacientes – não constatam o contágio da doença.

Albuquerque disse que as suspeitas de meningite tiveram início após mortes de um homem e de uma criança indígena. Em ambos os casos, não houve constatação da doença.

“A equipe examinou todos os pacientes. Foi coletado material, trazido para Manaus e ontem o Tropical [Fundação de Medicina Tropical] liberou o resultado. Não há evidência e nenhuma alteração que a gente possa pensar em quadro de meningite. Os exames foram para o laboratório central onde se fez o PCD, que é um exame de tecnologia de ponta para o diagnóstico de meningite. Todos foram negativos. A partir daí, realmente, se descartou o surto”, disse.

De acordo com a Susam, sete casos suspeitos foram notificados por telefone, pelo município, na quinta-feira (24), com dois óbitos, sendo que ambos não apresentaram quadro clínico compatível com a doença. “Os pacientes haviam sentido forte dor de cabeça, mas constatou-se que os casos não eram de meningite”, afirmou a diretora presidente da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Graça Alecrim, por meio da Secretaria.

Amazonianarede-Susam

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.