Denúncias de fraude nas provas da Fundação Nokia são descartadas

Amazonianarede – Assessoria

Manaus – Delegado Marcelo Martins, do 3º Distrito integrado de Polícia (DIP) foi procurado ontem (25) por coordenadores da Fundação Nokia de Ensino, que formalizaram denúncia de que as provas realizadas pela instituição, ontem, teriam sido “vazadas” antes da realização do processo seletivo. AS informações teriam sido vistas pelo pai de um candidato no blog pessoal do professor Alessandro Monteiro.

Procurado por Policiais Civis e encaminhado ao 3° DIP, professor Alessandro esclareceu que o gabarito publicado em sua página na Internet era uma espécie de “simulado” com conteúdo autoral, e não o oficial da Fundação. De acordo com o Delegado Marcelo, o professor relatou ainda em depoimento, que ele e outros colegas professores, só tiveram acesso às provas juntamente com os candidatos, mas de iniciativa própria, responderam aos quesitos que constavam nos exames e divulgaram os resultados, para que os alunos fizessem a comparação das provas que fizeram com a que os professores resolveram. Assim, de acordo com Alessandro, os alunos poderiam ter uma noção de como se saíram na prova de Matemática.

O Delegado Marcelo abriu um inquérito e seguindo a linha de investigações constatou que a publicação no site ocorreu no mesmo dia da prova, comprovando a veracidade das informações do professor Alessandro. Após a análise das notas dos candidatos na disciplina de Matemática, foi reforçado o procedimento investigativo: nenhum candidato conseguiu alcançar a nota máxima. O delegado comentou ainda que, mesmo com a conclusão do inquérito, solicitou uma perícia no Blog para confirmar que não houve fraude. A perícia técnica deve sair entre 30 e 60 dias.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.