Crianças que treinavam sobre papelão ganham tatame do governo do Amazonas

Amazonianarede – Agecom

Manaus – No lugar do papelão, um tatame de primeiro mundo. Na noite desta sexta-feira, 1 de março, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (Sejel), entregou uma nova área de lutas para o projeto social de kung fu e jiu-jítsu da Academia Nova União/Kareca Team, na comunidade Parque Buriti, Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus.

A iniciativa tocada pelo mestre Kareca atende mais de 60 crianças e adolescentes carentes e, segundo ele, a cada dia a procura aumenta.

“Vamos acolhendo estas crianças e adolescentes que nos procuram como se fossem filhos. Antes improvisávamos com papelão, mas estava longe do que era ideal para eles. A chegada do tatame vai dar uma nova perspectiva e esperança para eles”, destacou o faixa-preta.

Segundo a titular da Sejel, Alessandra Campêlo, o objetivo do Governo do Amazonas é criar oportunidades por meio do esporte e formar cidadãos de bom caráter por meio do esporte.

“Sabemos da importância que o esporte exerce na questão da formação social. Aquele que se dedica a uma modalidade dificilmente se envolve com o crime ou com drogas. É nosso dever contribuir para que estas crianças e jovens sejam campeões no tatame e na vida”, disse Alessandra Campêlo, que se emocionou ao saber que as crianças treinavam sobre as sobras de caixas de papelão.

ESPORTE & DISCIPLINA

As aulas de jiu-jítsu estimulam a integração social, melhorando a educação e a disciplina das crianças. É o caso de Vitor Bruno, de 8 anos, e que nasceu surdo. De acordo com a mãe, Samara Vasconcelos, antes de praticar o esporte ele era uma criança introvertida e arredia.

“O Vitor era muito agressivo pelo fato dele não escutar nada e não conseguir interagir com outras crianças. Isso refletia muito no comportamento dele. Há quatro meses, ele entrou para o projeto e se transformou. Hoje, é mais dócil, sociável e disciplinado por conta do esporte. A chegada desse tatame vai dar outro ‘gás’ para as crianças”, disse a mãe, lembrando que o desempenho escolar também é acompanhado pelos pais e tutores do projeto social.

“Ele sabe que para continuar treinando é necessário ter bom comportamento e tirar boas notas na escola”, disse ela, informando que o filho estuda no Instituto Felipe Smaldone, especial para crianças com deficiência auditiva.

PADRINHO FAMOSO

O padrinho do projeto é o lutador amazonense Adriano Martins, 30, recém-contratado pelo Ultimate Fighting Championship (UFC). Ele lembrou o difícil início de carreira.

“Estou na batalha há 13 anos e fico muito feliz em prestigiar esse tipo de projeto. Posso afirmar que o esporte mudou a minha vida. Já limpei tatame na vida e quando comecei não havia um material dessa qualidade. Mas sempre tive Deus no coração e a certeza de que seria campeão”, falou emocionado ao recordar o caminho percorrido até o UFC. 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.