Simulação de guerra no interior do Amazonas é vista pelo Ministro da Defesa

Celso AmorimAmazonianarede/Jam

São Gabriel da Cachoeira-Iranduba – O ministro da Defesa Celso Amorim, visitou nesta semana duas cidades do interior amazonense, São Gabriel da Cachoeira, nas Fronteiras e Iranduba, que integra a Região Metropolitana de Manaus.com o objetivo de acompanhar de perto a “Operação Amazônia” que serve como treinamento para que as Forças Armadas aprimorem o trabalho conjunto em defesa das nossas fronteiras.
Uma simulação com a Marinha, Exército e Aeronáutica para atacar um alvo e retomar uma área do território brasileiro conquistada por outro país, foi feita na comunidade de Paricatura, município de Iranduba, a 27km de Manaus.
O treinamento foi acompanhado por Celso Amorim e diversas autoridades. A comunidade também observou a atividade. O comerciante Sandoval da Encarnação, afirmou que nunca havia visto tanta segurança. Ele escreveu uma carta para entregar ao ministro. “Crimes, mortes, filho mata pai, irmão mata irmão, tudo isso devido à falta de segurança aqui’, disse.
Após a ocupação, mantimentos foram enviados para os soldados envolvidos na ação e o local recebeu um esquadrão das Forças Armadas. Após a simulação, ele também visitou a comunidade do Paricatuba que recebeu uma ação cívica com atendimentos de saúde, e seguiu para o município de Iranduba, onde serviços médicos e odontológicos estavam sendo oferecidos à população.
“Essa capacidade de atuar em conjunto, não somente no nível de Estado maior e de planejamento, mas também de execução, é algo muito importante, pois se eventualmente o Brasil tiver que enfrentar um conflito, ninguém está livre dessa hipótese. A fim de que possamos defender nosso território, é preciso estar adestrado com bons equipamentos, treinamentos e entrosamento. Essa operação sintetiza tudo.
“Essa capacidade de atuar em conjunto, não somente no nível de Estado maior e de planejamento, mas também de execução, é algo muito importante, pois se eventualmente o Brasil tiver que enfrentar um conflito, ninguém está livre dessa hipótese. A fim de que possamos defender nosso território, é preciso estar adestrado com bons equipamentos, treinamentos e entrosamento. Essa operação sintetiza tudo isso”, completou o ministro.

O ministro Celso Amorim retornou à Brasília às 15h desta quarta.

“Essa capacidade de atuar em conjunto, não somente no nível de Estado maior e de planejamento, mas também de execução, é algo muito importante, pois se eventualmente o Brasil tiver que enfrentar um conflito, ninguém está livre dessa hipótese. A fim de que possamos defender nosso território, é preciso estar adestrado com bons equipamentos, treinamentos e entrosamento. Essa operação sintetiza tudo isso”, completou o ministro.

Celso Amorim retornou à Brasília às 15h desta quarta.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.